EFE
EFE

Vinte anos sem Kurt Cobain

Músico é tido como um dos maiores artistas dos anos 90; confira especial do trio que mudou o rock

Luciano Borborema, Território Eldorado

05 de abril de 2014 | 15h28

Ele nasceu no dia 20 de fevereiro de 1967, em Seattle, nos Estados Unidos. Começou a cantar desde que tinha dois anos - cantarolava músicas dos Beatles, como ‘Hey Jude’ - foi guitarrista, compositor e vocalista de uma das bandas mais importantes da década de 90.

Neste sábado, 5, há 20 anos, o mundo da música e o baixista Krist Novoselic e o baterista David Grohl ficavam sem o seu principal e polêmico integrante. Estamos falando de Kurt Donald Cobain, mais conhecido como Kurt Cobain, vocal e líder no Nirvana. Sua história na música começou com o baixista e amigo Krist Novoselic no fim dos anos 80. Não demorou muito para a banda ganhar o mundo.

Foi em 1991, com a porrada Smells Like Teen Spirit, que o Nirvana marcou o início de uma eletrizante mudança no mundo do rock & roll, que afastou dos holofotes os estilos glam metal, arena rock e dance-pop para dar lugar a um estilo de rock mais sujo, pesado, originando o som denominado grunge e ao rock alternativo. Detalhe: na mesma época, o Guns N’ Roses de Axl Rose estourava nas paradas do mundo inteiro e com a “explosão” do Nirvana, as bandas viviam se “alfinetando” e em conflito.

Kurt Cobain viveu uma vida marcada pela depressão, desgastes emocionais e vícios em drogas. Os últimos anos de sua vida foram castigados pela dependência exagerada de heroína, pela forte pressão exercida pela mídia e por sua conturbada relação com a mulher Courtney Love. Para infelicidade dos seus fãs, no dia 5 de abril de 1994, Kurt Cobain foi encontrado morto em sua casa em Seattle.

O suicídio

Em 1º de abril, depois de dar um telefonema para Courtney, Cobain fugiu da clínica onde estava internado e seguiu para Seattle. Nos dias seguintes, andava pela cidade comprando e usando heroína. Até que então sumiu e ninguém conseguia encontrá-lo.

Foi então que no dia 5 de abril, pelos exames dos legistas, que Kurt injetou uma dose tão grande de heroína que já bastaria para causar sua morte. Mas, Cobain se matou com um tiro na boca no sótão de sua casa. No dia 8 de abril, o corpo de Kurt Cobain é achado por um eletricista que faria serviços na casa.

Após Nirvana: 

Dave Grohl

Não é apenas com o Foo Fighters que Dave Grohl se ocupa. Em 2004 ele lançou o Probot, projeto que reuniu grandes nomes do metal, e ídolos de Dave Grohl, como Lemmy (Motörhead), Max Cavalera (Sepultura, Soulfly), Cronos (Venom) entre outros para gravar um álbum de nome Probot, com onze faixas. Grohl também participou de outros projetos. Em 2008, marcou presença no CD do Prodigy aproveitando que o Foo Fighters está de férias. E foi Dave Grohl que se ofereceu para participar do novo trabalho do Prodigy.

Segundo Liam Howlett, responsável pelos vocais da banda, Grohl mandou um e-mail perguntando como eles estavam e se estavam a fim de uma ajuda. A resposta foi a participação do vocal do Foo Fighters tocando bateria na faixa: Run with Wolves. Com o Foo Fighters o último lançamento de Dave Grohl foi o álbum, Wasting Light (2011).

Krist Novoselic

Depois do fim do Nirvana, o múisoc tocou em várias bandas e se dedicou a sua família. Desde 2006, Krist voltou como baixista da banda Flipper, fez novas turnês e chegou a anunciar um novo álbum. Contudo, antes mesmo do lançamento do disco e prestes a sair em turnê em novembro de 2008, o Flipper anunciou uma pausa. Existem dúvidas sobre o retorno do Flipper. Sua última empreitada foi a participação no novo trabalho do Foo Fighters.

Em 2012, Dave e Krist, com a participação de Pat Smear, tocaram em um show beneficente pelas vítimas do furacão Sandy, no Madison Square Garden, em Nova Iorque. Paul McCartney também participou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.