Matt Sayles/AP
Matt Sayles/AP

Vinil 'Black Album' de Prince reaparece com valores astronômicos

Um dia, cantor teve uma revelação espiritual, chamou o álbum de 'maléfico' e pediu para destruírem os exemplares

AFP

14 Dezembro 2017 | 15h18

Os fãs de Prince estão agitados com a descoberta de vários discos de vinil do célebre Black Album, após a lenda do pop determinar a destruição de todos os exemplares, há 30 anos.

Recordmecca, um site para colecionadores, vendia nesta quarta-feira, 13, um exemplar do vinil por nada menos que 15 mil dólares.

Em dezembro de 1987, o excêntrico "Kid de Minneapolis" esperava divulgar sua música de modo inédito, enviando os discos em segredo para as lojas, sem identificação na embalagem.

A Warner tentou dissuadi-lo e como não conseguiu, editou e distribuiu o disco, chamado de Black Album por sua capa monocromática.

Pouco tempo depois, Prince disse ter tido uma revelação espiritual, chamou o álbum de "maléfico" e pediu que todos os exemplares fossem destruídos.

A Warner recolheu e destruiu grande parte dos 500 mil discos produzidos, mas vários desapareceram, para a alegria dos colecionadores.

Jeff Gold, proprietário do site Recordmecca e ex-executivo da Warner, explicou que foi contactado por um ex-executivo da Warner que encontrou cinco exemplares do "Black Album".

 

Mais conteúdo sobre:
Prince

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.