Acervo Estadão
Acervo Estadão

Vinicius fez com Francis a clássica 'Sem Mais Adeus'

Poeta foi consagrado como pioneiro da bossa nova

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S.Paulo

10 Janeiro 2014 | 13h02

Começando sua carreira nos anos 1920, o poeta, diplomata e dramaturgo Vinicius de Moraes foi consagrado como pioneiro da bossa nova ao ser gravado, em 1958, por Elizeth Cardoso, num disco do qual participou João Gilberto. Parceiro de Tom Jobim em clássicos da MPB, entre eles Chega de Saudade e Insensatez, Vinicius fez música com outros gigantes, entre eles Baden Powell. Grande incentivador de Francis Hime, que participa desse time, Vinicius assinou com ele sua primeira colaboração em 1964, a hoje clássica Sem Mais Adeus. O compositor morreu no dia 9 de julho de 1980, aos 66 anos, quando planejava o segundo volume de Arca de Noé com o parceiro Toquinho. Vinicius tem sua obra poética publicada pela Companhia das Letras. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.