Vídeo mostra Bashir elogiando Jackson

O júri do julgamento de Michael Jackson assistiu hoje a uma gravação em que o jornalista que produziu o documentário que abalou a imagem do astro pop aparece elogiando o cantor como pai. "Seu relacionamento com seus filhos é espetacular", disse Martin Bashir a Jackson durante a produção do vídeo. "Quase me faz chorar". A fita foi gravada pelo cinegrafista pessoal de Jackson quando Bashir e a equipe dele estavam entrevistando o astro para o documentário Vivendo com Michael Jackson, exibido em 2003 e estopim de toda a polêmica sobre o cantor ao revelar que ele deixava crianças dormirem em sua cama, apesar de afirmar que sem caráter sexual. O garoto que atualmente acusa Jackson de abuso aparece no documentário de mãos dadas com o astro.Apesar de elogiar Jackson em sua conversa, Bashir mostrou grande preocupação sobre o comportamento de Jackson como pai no documentário verdadeiro.O júri começou a assistir ao vídeo na quarta-feira depois de o ator Macaulay Culkin testemunhar que, quando criança, se aproximou de Jackson porque os dois haviam passado pela experiência de se tornarem astros na infância e que havia dormido na mesma cama que ele, mas sem nunca ser molestado.A fita permitiu que Jackson se defendesse na corte sem precisar testemunhar ou ser interrogado pela acusação, que não queria que o vídeo fosse exibido.Quando a exibição do vídeo continuou hoje, o júri ouviu Jackson falar sobre como ele teve dois filhos com a ex-mulher, a enfermeira Deborah Rowe, chamando-os o de "presentes", e um terceiro filho com uma mãe não revelada.Quando Bashir elogiou a relação de Jackson com as crianças, Jackson disse que "sou louco por eles. Eu olho nos olhos deles e digo que os amo todos os dias". Ele também disse que era difícil para uma celebridade manter um casamento. "Um dia vou me casar de novo. Sou casado com meus fãs, com Deus, com meus filhos. Sou casado com a vida", ele disse.Depois que a exibição foi concluída, a defesa voltou a chamar testemunhas. Carlos Velasco, o filho de um jardineiro do rancho de Jackson Neverland, foi questionado sobre o filho de uma empregada que disse ter sido abusado por Jackson quando era pequeno.Velasco disse que encontrava o garoto todos os anos no "dia da família" em Neverland, que eles fizeram colegial juntos e ficaram amigos. "Você ouviu ou viu alguma coisa que sugeriu que ele foi molestado por Michael Jackson?", pergunto o advogado de defesa Robert Sanger. "Nunca", disse Velasco. O promotor Gordon Auchincloss perguntou a Velasco se ele alguma vez dormiu com Jackson. Ele disse que não.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.