Peter Dejong/AP Photo
Peter Dejong/AP Photo

Vencedor do Eurovision nega uso de cocaína, mas fará teste antidrogas

'Estamos realmente chocados', disseram integrantes da banda italiana Måneskin sobre acusações ao vocalista Damiano David

Redação, AFP

23 de maio de 2021 | 16h21

O cantor Damiano David, estrela do grupo de rock italiano Måneskin, que venceu o Festival da Canção de Eurovision realizado em Roterdam, será submetido a um teste voluntário antidrogas depois de negar as acusações de que estava inalando cocaína durante a transmissão, disseram os organizadores neste domingo, 23. Damiano David fará o teste na Itália, informaram.

Um vídeo que viralizou na internet mostrava Damiano David inclinado sobre uma mesa no Salão Verde, a área reservada aos artistas durante o festival.

"Estamos cientes das especulações em torno do vídeo dos vencedores italianos do Festival da Canção de Eurovision", disse a União Europeia de Radiodifusão (UER) em um comunicado.

"O grupo negou energicamente as acusações de uso de drogas e o cantor em questão fará um teste voluntário de drogas ao chegar em seu país", acrescentou. 

"Isso foi solicitado por eles à noite, mas não pôde ser organizado imediatamente pela UER", acrescentou o comunicado.

Durante a coletiva de imprensa deste domingo, o cantor de Måneskin negou que tivesse consumido drogas e esclareceu que estava olhando para baixo porque o guitarrista Thomas Raggi havia quebrado um vidro.

"Eu não consumo droga. Por favor, meninos. Não digam isso, nada de cocaína", disse em coletiva de imprensa, depois da final.

Mais tarde, a banda disse no Instagram que estava "pronta para fazer o teste, porque não temos nada a esconder".

"Estamos realmente chocados com o que algumas pessoas estão dizendo sobre Damiano consumindo drogas. Realmente somos contra as drogas e nunca consumimos cocaína", afirmaram.

A UER disse que a inspeção do local apoia o relato de David sobre o vidro quebradro.

"O grupo, sua gerência e o chefe da delegação nos informaram que não havia drogas presentes no Salão Verde e explicaram que um vaso quebrou em sua mesa e o cantor estava limpando-o", afirmaram em um comunicado.

Quesionado se a Itália deve ser sancionada em caso de resultado positivo do teste de Damiano David, o ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Yves Le Drian, respondeu à radio RTL que "corresponde à comissão de ética da Eurovision decidir se existe um problema".

Mas acrescentou: "O Eurovision tem a responsabilidade da honra deste concurso".

Måneskin triunfou com um total de 524 pontos, superando os representantes da França e Suíça, que ocuparam o segundo e terceiro lugar respectivamente.

Confira o vídeo com a performance vencedora abaixo:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.