Velvet Revolver rompe com vocalista Scott Weiland

Quatro membros fundadores da bandade rock Velvet Revolver anunciaram na terça-feira seurompimento com o problemático vocalista do grupo, ScottWeiland, por causa de seu comportamento "cada vez maiserrático". O anúncio foi feito num comunicado da empresa que gerenciao grupo, no momento em que Weiland, 40 anos, e sua bandaoriginal recém-reunida, Stone Temple Pilots, se preparavam paraanunciar na próxima semana os planos para uma turnê no meio doano, que está gerando grandes expectativas. A banda, também conhecida por sua sigla, STP, já confirmoualgumas apresentações da turnê, começando pelo festival Rock onthe Range, em Columbus, Ohio, em 17 e 18 de maio. Para Scott Weiland, cuja carreira há anos é prejudicada porsua dependência de heroína, o Rock in the Range será seuprimeiro show com o STP desde que a banda fez 13 apresentaçõespara promover seu último álbum de inéditas, "Shangri-La DeeDa", de 2001. Após a dispersão do STP, Weiland tornou-se vocalista doVelvet Revolver, uma banda de rock grunge recentemente formadapor três antigos integrantes do Guns N'Roses -- o guitarristaSlash, o baixista Duff McKagan e o baterista Matt Sorum --,além de outro guitarrista, Dave Kushner. Desde o início, o Velvet Revolver precisou enfrentar osproblemas de Weiland com as drogas e com a lei, fazendomalabarismos para coordenar shows, gravações em estúdios e asaudiências de Weiland em tribunais e internações em clínicas dereabilitação. No mês passado, Weiland se disse inocente da acusação deconduzir veículo sob a influência de drogas, decorrente de suaprisão numa via rápida de Los Angeles em novembro. Ele seencontra em liberdade condicional sob fiança de 40 mil dólarese deve retornar ao tribunal para uma audiência preliminar nasexta-feira. Uma briga pública entre Weiland e o baterista do VelvetRevolver já tinha gerado dúvidas quanto ao futuro da banda,antes do comunicado de terça-feira, lançado em nome de Sorum,Slash, McKagan e Kushner. "Esta banda se dedica a seus fãs e sua música, e ScottWeiland não está 100 por cento engajado com nenhum deles",teria declarado Slash. "Entre outras coisas, seu comportamento cada vez maiserrático no palco e seus problemas pessoais nos obrigaram aseguir adiante sem ele." Não houve reação imediata de Scott Weiland, do STP ou deseus representantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.