Josep Lago/AFP
Josep Lago/AFP

Veja repercussão da morte da vocalista do Cranberries, Dolores O'Riordan

Nas redes sociais, músicos lamentaram a morte da cantora

O Estado de S.Paulo

15 Janeiro 2018 | 16h42

A morte da cantora Dolores O'Riordan, vocalista da banda The Cranberries, causou comoção no mundo da música na tarde desta segunda-feira, 15. Músicos e bandas lamentaram a perda da frontman do conjunto irlandês. "Estamos devastados por ouvir a notícia da morte de Dolores O'Riordan. Nossos pensamentos vão para a família dela neste momento terrível", disse no Twitter a banda Duran Duran. Jim Corrs, guitarrista da banda The Corrs, também se manifestou no Twitter: "Meus profundos sentimentos à família de Dolores O'Riordan, que morreu hoje tragicamente. RIP", escreveu.

A cantora do grupo irlandês Cranberries, Dolores O'Riordan, morreu "subitamente" nesta segunda, 15, em Londres, aos 46 anos, anunciou sua agente. Os Cranberries alcançaram o estrelato internacional no início dos anos 1990 com música Zombie, Dreams e Linger, chegando a vender mais de 40 milhões de discos no mundo.

+++ Morre Dolores O'Riordan, vocalista do grupo The Cranberries

Depois de encerrar a trajetória em 2002, a banda de rock irlandesa voltou aos palcos sete anos depois para uma turnê mundial, em 2012, lançando o álbum Roses. No anos passado, o grupo lançou o acústico Something Else, em que revisitam suas músicas gravadas com a Orquestra de Câmara Irlandesa e incluíram três canções novas.

+++ Confira canções da banda The Cranberries na voz de Dolores O'Riordan

No começo do ano passado, no entanto, a banda teve de cancelar a turnê europeia devido a problemas de saúde de Dolores O'Riordan. Nascida em Limerick, na Irlanda, a cantora também lançou trabalhos solos, como os álbuns Are You Listening? (2007) e No Baggage (2009).

Veja, abaixo, a repercussão da morte de Dolores O'Riordan:

Duran Duran

Jim Corrs, guitarrista da banda The Corrs

Hozier

Dave Davies, vocalista do Kinks

Liz Phair

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.