Um novo juiz vai cuidar do caso Michael Jackson

Michael Pastor deverá resolver assuntos como a suspenção da licença médica de Murray na Califórnia

AP,

05 de abril de 2010 | 20h38

Um novo juiz foi encarregado do caso de homicídio involuntário contra o médico de Michael Jackson, segundo determinou uma breve audiência nesta segunda-feira, 5, em Los Angeles.

 

O médico Conrad Murray, seus advogados e os promotores se reuniram nesta segunda, 5, diante de um juiz supervisor da corte superior Peter Espinoza, que designou o juiz Michael Pastor para cuidar do caso e os enviou à sua sala.

 

O novo juiz deverá resolver assuntos como fixar a data da audiência preliminar e o pedido da junta de médicos para que seja revogada a licença de prática da Medicina por Murray na Califórnia.

 

Jackson morreu aos 50 anos, em junho do ano passado, semanas antes de iniciar uma ambiciosa turnê de shows que representariam sua despedida dos palcos.

 

Uma mistura de sedativos causou sua morte, apesar de Murray se declarar inocente da acusação que pesa sobre ele.

Mais conteúdo sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.