Um brasileiro no Grammy 2003

Quem disse que não teve brasileiro no Grammy? André Lopes, 26 anos, é baixista da banda Bacilos, vencedora na categoria "melhor álbum latino pop". Paranaense de Londrina, vive em Miami há sete anos desde que se juntou ao trio completado por um colombiano e um porto-riquenho.Os Bacilos estão nos primeiros lugares das paradas de nove países latino-americanos. Caraluna, seu segundo álbum, que deslumbrou os jurados do Grammy, vendeu nos Estados Unidos mais de 100 mil cópias. No Brasil, não há material da banda. "Queremos tocar aí ainda este ano. Vamos dar um jeito de entrar logo no mercado brasileiro", empolga-se André Lopes, por telefone, de Miami.Lopes conheceu os amigos do grupo em uma universidade nos Estados Unidos. Como cada músico vinha de um canto diferente da América Latina, resolveu tocar com eles juntando as influências de todos para ver no que dava. O resultado foi um cozido de rock beatleniano com samba bossanovesco, son cubano e ritmos haitianos muito comuns em Miami. As letras são todas em espanhol. "Mas não temos nada que pareça folclorismo", explica Lopes.Informado pela reportagem de que se tratava do único brasileiro a ganhar um prêmio na edição deste ano, o baixista festejou, lembrou que sua banda havia sido indicada para o Grammy Latino de 2001 e o comparou com o Grammy americano. "Estar aqui é muito mais gratificante. No latino todo mundo é uma família. No de 2001, conheci Sérgio Reis, Jair Rodrigues, um monte de brasileiro. O americano não, é de verdade."Os Bacilos, como todos os vencedores do Grammy, não recebem nenhuma quantia em dinheiro. "Mas é claro que dá muito mais visibilidade", diz Lopes. "Na verdade, a organização dá para cada integrante da banda um gramofonezinho daqueles como lembrança. O que recebemos no palco é de mentira, temos de devolvê-lo quando vamos para o camarim."Confira o som do Bacilos no site oficial da banda, no endereço http://www.bacilos.com.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.