Trio Milano faz duas apresentações em São Paulo

Após as apresentações dos pianistas Maria João Pires e Ricardo Castro, no início de abril, a Sociedade de Cultura Artística dá continuidade à sua temporada com dois concertos do conjunto italiano Trio Milano. Hoje, o pianista Bruno Canino, a violinista Mariana Sirbu e o violoncelista Rocco Filippini vão interpretar peças de Haydn (Trio Hob.XV:25), Mendelssohn (Trio Op.49) e Shostakovich (Trio Op. 67). Amanhã, é a vez de três peças do romantismo alemão: o Trio Noturno de Schubert, o Trio Op. 1 n.º 2 de Beethoven e o Trio Op. 87 de Brahms. O Trio Milano foi criado em 1968 por Canino, Fillipini e Cesar Ferraresi (após sua morte, em 1981, substituído por Mariana). Símbolo da música de câmara na Itália, o trabalho dos três tem um outro atrativo. Os instrumentos utilizados por ela e por Fillipini são dois dos mais valiosos entre os feitos por Stradivarius: o violino Conte de Fontana, de 1702 (que já pertenceu a David Oistrakh) e o violoncelo Barone di Rotschild, de 1710. Os concertos marcam também a abertura da exposição Cortes Modernos: fotos de cerca de 50 barbearias de São Paulo, capturadas por José Bassit. Com um detalhe: hoje e amanhã, Seu Ramos, um dos barbeiros fotografados, estará no teatro, demonstrando seu trabalho. Quem se habilita?Trio Milano - Hoje e amanhã, às 21 horas. De R$70,00 a R$150,00. Teatro Cultura Artística, Rua Nestor Pestana, 196. Tel.: 3258-3616.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.