Trio de violões reúne duas feras do jazz e a brasileira Badi Assad

Imagine juntar três virtuosos do violão que nunca se encontraram e aproveitar a acústica da igreja de St. Peter, em Nova York, para gravá-los. Essa foi a idéia da gravadora nova-iorquina Chesky quando reuniu os violonistas norte-americanos Larry Coryell e John Abercrombie e a brasileira Badi Assad. O resultado é o disco Three Guitars.Abercrombie e Coryell apareceram no início dos anos 70 e se tornaram dois dos mais respeitáveis músicos de jazz fusion. Badi Assad, prestigiada nos Estados Unidos e desconhecida por aqui, é irmã dos violonistas Sergio e Odair, que formam o Duo Assad.O disco traz composições dos três músicos e mostra que o trio está afiado e estimulado pelo desafio de enveredar em território alheio. Logo de saída, uma composição de Badi com o irmão Sérgio, Seu Jorge E Dona Ica. Além dos três violões, a música traz Badi tocando calimba, um instrumento muito usado na África.Em No Flight Tonight, dueto entre Badi e Coryell, e Descending Grace, com Badi e Abercrombie, mais uma vez, a brasileira não se restringe ao violão e coloca em prática suas técnicas vocais e a percussão corporal, duas marcas registradas de Badi. O trio volta a se encontrar em duas composições de Badi, Metamorphosis, onde a brasileira também ataca na flauta de cobre, e After the Rain.Outro momento marcante do disco acontece em Soundtrack, composta por Abercrombie, e Exercise in Fourths, de Coryell, onde os dois norte-americanos deixam claro suas habilidades e respeito mútuo. Surpresa também na reedição de duas composições de Abercrombie, lançadas em 1974, Timeless e Ralph?s Piano Waltz, e em New Lute, de Coryell, todas executadas pelo trio. Para deixar claro que Badi Assad é uma das estrelas do disco e não uma coadjuvante, o disco ainda traz uma faixa interpretada exclusivamente por ela, a singela Autumn Breeze. O lançamento de Three Guitars talvez consiga chamar a atenção do público brasileiro para Badi Assad. Assim como os violonistas Laurindo de Almeida, Luiz Bonfá e Baden Powell, a brasileira, que têm quatro discos lançados no exterior, precisou deixar o país para conseguir reconhecimento. O disco não foi editado no País, mas a gravadora Chesky tem representante por aqui e o CD pode ser encontrado com facilidade nas lojas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.