Tribunal de Malauí aprova adoção de menino por Madonna

Cantora encontrou David Banda em orfanato no país sul-africano, que sofre duramente com epidemia de Aids

Mabvuto Banda, da Reuters,

28 de maio de 2008 | 11h40

Um tribunal de Malauí aprovou nesta quarta-feira, 28, a adoção do menino David Banda por Madonna. A cantora o encontrou em um orfanato do país sul-africano. A informação é do advogado da diva pop norte-americana, Alan Chinula.   Veja também: Pai de garoto do Malauí apóia adoção por Madonna Madonna leiloa 'show particular' por R$ 925,1 mil em Cannes Madonna e Guy Richie estão separados, afirma jornal Madonna e Sharon Stone fazem leilão beneficente em Cannes   "Estamos muito contentes com a sentença do juiz. É uma sentença positiva e tem um impacto nas leis de adoção do Malauí", disse Chinula.   A adoção tem sido uma questão polêmica, já que os críticos acusaram o governo de ignorar as leis que proíbem as pessoas que não são residentes no país de adotarem crianças de lá. Malauí tem sido duramente atingido por uma forte epidemia de aids que já deixou mais de um milhão de órfãos.   Madonna disse na semana passada que tem sido difícil lidar com a polêmica, mas ela estava feliz por estar envolvida em um caso que pode aumentar o número de adoções no país. Chinula acrescentou que o veredicto também indica que o Malauí deve acelerar emendas às leis que proíbem a adoção por estrangeiros. O governo providenciou um documento que faz de Madonna uma exceção. A Comissão de Direitos Humanos do Malauí foi contra o processo de adoção, que começou em 2006. David Banda, agora com 3 anos, vive em Londres com Madonna. A mãe do menino morreu logo depois de dar à luz, e o pai já declarou que aprova a adoção pela diva pop.   Texto ampliado às 12h54.  

Tudo o que sabemos sobre:
MalauíMadonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.