Torcida organizada anima final do 5.º Prêmio Visa de MPB

Lotação absolutamente esgotada e uma verdadeira torcida organizada, sacudindo pompons vermelhos e tocando corneta - este é do clima da grande final do 5.º Prêmio Visa de MPB - Edição Vocal que ocorre esta noite, com apresentação do jornalista e compositor Nelson Motta, no DirectvMusic Hall. Cinco nomes disputam a final: Paula Santoro, Lucila Novaes, Marcelo Pretto, Renato Braz e o grupo vocal Banda de Boca.Um júri integrado por 12 músicos (regentes, compositores, intérpretes), por jornalistas especializados em música e presidido pelo maestro Nelson Ayres vai escolher o vencedor, que receberá de prêmio R$ 100 mil (metade do prêmo total), além do direito de produzir um disco pela Gravadora Eldorado. O público também elegerá o melhor e o escolhido pelo voto popular receberá como prêmio viagem de uma semana à Itália, com passagem e hospedagem pagos pelos cartões Visa, patrocinadores do concurso, produzido pela Rádio Eldorado.João Lara Mesquita, diretor da Rádio Eldorado, diz que sucesso do Prêmio Visa nasce nos anos 80 com os 12 prêmios Eldorado de música clássica."Me perguntei por que não transpor este sucesso para a música popular e, então, criamos o único prêmio sério de MPB no Brasil". João Lara ressaltou também, que o Prêmio Visa é uma boa fórmula tanto para patrocinadores quanto para os músicos: "os músicos saem daqui com trabalho garantido". Ele citou dois nomes praticamente consagrados para justificar o sucesso do prêmio: "o Prêmio Visa catapultou Yamandú Costa e Mônica Salmaso, que hoje são nomes indiscutíveis".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.