Tony Bennett, para ser redescoberto

Se hoje a música pop é feita mais de gritos que sussurros, na época em que Tony Bennett começou a cantar, nenhum artista que se prezasse faria sucesso sem vozeirão ou "voz de veludo". Aos 79 anos, foi um dos que, junto com Frank Sinatra, inventaram o conceito de pop antes mesmo da invenção do rock e derivados. O pop então era uma vertente romântica e vocal do jazz. Caso você ainda não tenha relacionado a voz à pessoa, Tony Bennett, que faz show na 5.ª, apenas para convidados de uma empresa, e 6.ª, para o público, é a voz que aparece em canções como I Left My Heart In San Francisco, It Had To Be You e Fly Me To The Moon. Como vários artistas da velha guarda americana, Tony chegou a passar maus bocados mas, graças à sua redescoberta pela MTV nos anos 1990, ele se tornou novamente pop, no sentido atual: gravou um MTV Unplugged. Uma curiosidade: recentemente, a ONU deu a ele o título de "tesouro mundial". Nada mal para quem começou a cantar desviando de balas, na guerra. Tony Bennet - Credicard Hall (3.900 lug.). Av. das Nações Unidas, 17.955, Sto. Amaro, 6846-6000. 5.ª, 21h30 e 6ª, 22h. Quanto: R$ 150 a R$ 500.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.