Reprodução de 'Titãs - Sonífera Ilha [Trio Acústico] (Clipe Oficial)' / YouTube / Titãs
Reprodução de 'Titãs - Sonífera Ilha [Trio Acústico] (Clipe Oficial)' / YouTube / Titãs

Titãs lança clipe de 'Sonífera Ilha' repaginada com Fernanda Montenegro; assista

Vídeo também contou com a participação de outros artistas e personalidades, como o comentarista Casagrande, Rita Lee e Fábio Assunção

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2020 | 12h22

Como parte do novo trabalho musical, o grupo Titãs lançou nesta sexta-feira, 20, uma nova versão de Sonífera Ilha, música de estreia da banda lançada em 1984. Dessa vez, além de ser acústico, o single traz um clipe que conta com a participação de diferentes artistas e personalidades, entre eles Fernanda Montenegro.

Em uma publicação no Instagram, a atriz que completou 90 anos em setembro parabenizou pela "obra linda". "Sem arte não se vive", escreveu ela na legenda do teaser, citando o músico Tony Bellotto.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

"Sem arte não se vive"- Tony Bellotto Parabéns Titãs por esta obra linda! • #FernandaMontenegro #titãs #soníferailha #arte

Uma publicação compartilhada por Fernanda Montenegro (@fernandamontenegrooficial) em

Lulu Santos também integrou o "pessoal da pesada", como ele descreveu, que compôs as cenas do clipe. O trabalho seria lançado esta semana, mas os planos mudaram devido às recomendações de isolamento e quarentena por causa da pandemia no novo coronavírus. "Foi levantada a proposta de todos colocarem [o clipe] em suas redes ao mesmo tempo. Então, fique à vontade em se somar a nós nesse movimento", explicou o ator Fábio Assunção, que participou da produção.

O vídeo tem a presença de outras personalidades, como o comentarista Casagrande, a cantora Rita Lee, Paralamas, Andreas Kisser e Elza Soares.

Assista abaixo ao clipe da nova versão de Sonífera Ilha:

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fernanda MontenegroTitãsmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.