Tim Maia, tributo ao cantor nas lojas e no palco

Por conta de brigas judiciais entre os herdeiros de Tim Maia (1942-1998), demorou tanto para ser lançado oficialmente que já não tem mais impacto a versão legal do antológico Tim Maia Racional, que a Trama finalmente acaba de colocar nas lojas. É que há pelo menos uma década o disco já circula escancaradamente em cópias piratas - ou ?artesanais?, como preferem alguns comerciantes de CDs que não visam tanto ao lucro, mas atender a consumidores mais alternativos e colecionadores. Pois essas versões se propagaram tanto na noite de São Paulo e do Rio, que tocaram à exaustão em festinhas bacanas regadas a samba-soul e outros balanços nacionais. Imunização Racional (Que Beleza), Bom Senso, You Don?t Know What I Know, Guiné Bissau, Moçambique e Angola acabaram se tornando hits por isso e Racional virou objeto de culto até na Inglaterra.Em 2004, Sandra de Sá, Zé Ricardo e Toni Garrido se juntaram numa temporada de sucesso cantando exclusivamente o repertório do disco. Na cola do lançamento da Trama, o Sesc Pompéia preparou tributo semelhante, para os dias 26 e 27 de maio, com Simoninha, Carlos Dafé, Negra Li, Léo Maia e Instituto.Reunindo os dois volumes em um CD, uma daquelas recentes versões pirateadas foi tão bem-feita - desde a arte da capa até a restauração das gravações originais com qualidade industrial - que chegou a confundir até experts. A Trama lançou agora o primeiro volume e colocou as do segundo (sem identificação das faixas), como bônus com o som original do vinil. Os dois volumes foram lançados originalmente em 1975 e 76, quando Tim aderiu à seita Universo em Desencanto, saiu por aí pregando seus conceitos bizarros e vivia olhando para o céu à procura de discos voadores, entre outras pirações. Além de partir para a produção independente, criando a gravadora Seroma, Tim fez a banda toda entrar na sua viagem. Salvo por uma rajada de bom senso, porém, o cantor se desiludiu com a seita e tirou os discos de circulação.Abstraindo as letras que continuam promovendo a seita, algumas passagens são audíveis. Quanto às melodias, ao suingue e aos arranjos, nunca ninguém teve dúvida: Tim e sua banda Vitória Régia estavam iluminados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.