Tia Surica representa o samba carioca em SP

Quem não gosta de samba pode até não ser um mau sujeito, mas perderá a chance de fazer um roteiro agradável para o feriado. Apresentam-se na cidade dois imporrtantes nomes do mais popular ritmo brasileiro: Tia Surica, da Velha Guarda da Portela, canta hoje no Supremo Musical e Guilherme de Brito se apresenta amanhã e sábado no Villaggio Café. A dose dupla de shows pode tanto lavar a alma dos admiradores veteranos do samba, como também introduzir os novatos no assunto. Juntos, eles acumulam mais de 140 anos de vida e 110 de música. Surica, de 61 anos, é mais um dos talentos criados do berço azul e branco da Portela - que revelou para o samba nomes fundamentais como Jair do Cavaquinho, Monarco e Casquinha e é também a escola de coração de Paulinho da Viola. Pastora da escola desde 1980, ela estreou na avenida ainda menina, aos quatro anos, desfilando na ala infantil. No show de hoje, sua voz vai lembrar temas da escola - alguns deles gravados no álbum A Vitoriosa Escola de Samba da Portela (de 1957). Guilherme de Brito, de 80 anos, protagonizou com Nelson Cavaquinho (falecido em 1986) uma das parcerias mais férteis da música brasileira e ofereceu aos apreciadores do samba pérolas como Pranto de Poeta, A Flor e O Espinho e Folhas Secas. Além dos clássicos, ele apresentará canções de Samba Guardado, lançado ano passado pela Lua Discos (a mesma gravadora que vai colocar no mercado o trabalho que o compositor começa a gravar ainda em 2002). Os bons sujeitos que não gostam de samba, portanto, tem nesse feriado duas grandes chances para começar a gostar. Tia Surica - Hoje, às 22h, no Supremo (R. Oscar Freire, 1000. Tel. 3062-0950). Ingressos por R$ 20,00. Guilherme de Brito - Amanhã e sábado, às 22h, no Villaggio Café (Pça. D. Orione, 298. Tel. 251-3730). Ingressos por R$ 15,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.