The Who tocará na América do Sul em 2007

A lendária banda de rock The Who anunciou nesta sexta-feira que tocará na América do Sul em 2007. O anúncio foi feito em entrevista coletiva em Berlim, onde os dois remanescentes da formação original, Pete Townshend e Roger Daltrey, divulgaram os locais dos primeiros shows da nova turnê da banda.Mas os fãs do grupo na América do Sul, Austrália, Japão e Europa terão de esperar que a banda anuncie as datas das apresentações nesses lugares.As datas anunciadas hoje contemplam apenas as 17 primeiros cidades nos Estados Unidos e no Canadá, incluindo uma apresentação no Madison Square Garden de Nova York, no dia 18 de setembro.Esta será a primeira turnê do The Who em 20 anos. Depois de muito tempo, Townshend e Daltrey se reuniram para tocar no Live 8, concerto realizado no ano passado no Hyde Park de Londres, e no show realizado no Madison Square Garden de Nova York em homenagem às vítimas do 11/9.A dupla disse ter sido particularmente afetada pela morte do baixista da formação original, John Entwistle, em 2002. Na época, o grupo estava a ponto de iniciar uma turnê nos Estados Unidos, a primeira desde que outro membro original, o baterista Keith Moon, morrera em 1978 por problemas com drogas.?Creio que nunca esperei tanto por uma turnê em toda a minha vida?, declarou Townshend. ?Não importa que sejam 25 anos [desde a última turnê], contanto que [o material] seja bom. E é bom?, disse Daltrey. Raridades Na nova turnê, o grupo prometeu tocar sua nova ópera-rock, Wire & Glass. O estilo foi difundido pelo The Who sobretudo nos anos 70.A banda tocará ainda músicas do seu novo álbum - o primeiro desde 1982 - que tem o título provisório de Who 2 e deve ser lançado no fim de outubro. ?Vamos tocar raridades que não tocamos há muito tempo?, afirmou Roger Daltrey. O baixista Pino Palladino substituirá John Entwistle. Townshend e Daltrey tocarão ainda com John ´Rabbit´ Bundrick aos teclados, Zak Starkey - filho de Ringo Starr - à bateria, e Simon Townshend - irmão de Pete - nas guitarras e voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.