The Police anuncia que turnê mundial começa em maio

O trio do The Police anunciou na segunda-feira que vai se reunir e iniciar uma turnê mundial em maio, mais de 20 anos depois que o vocalista Sting se enfureceu com os colegas e abandonou a banda para investir na carreira solo. O grupo atiçou o desejo dos fãs de assistir à turnê prevista quando, no domingo, cantou seu sucesso Roxanne na abertura da cerimônia da 49.ª edição do prêmio de música Grammy. Sting, de 55 anos, o guitarrista Andy Summers, de 64 anos, e o baterista Stewart Copeland, de 54 anos, vão iniciar a turnê em 28 de maio em Vancouver, no Canadá. Até agora só foram determinadas as datas e os locais dos shows na América do Norte. Mas a banda vai tocar na Europa no meio do ano, e também estão previstos shows no México, América do Sul, Japão, Austrália e Nova Zelândia. Os detalhes serão anunciados em uma coletiva de imprensa na famosa boate Whisky A Go Go, em West Hollywood, quando o The Police vai apresentar novas canções. Pausa O grupo encerrou seus sete anos de atividades após turnê mundial em 1984 para divulgar o álbum Synchronicity, que incluiu a canção premiada com o Grammy Every Breath You Take. Sting, o compositor principal do trio, que certa vez descreveu o The Police como "um casamento de conveniência", queria mais liberdade criativa. Summers e Copeland acharam que a banda deveria continuar, apesar de as tensões internas provocarem brigas freqüentes entre os três membros. O The Police fez algumas apresentações nos EUA durante a turnê Conspiracy of Hope, feita para a Anistia Internacional, em 1986, no casamento de Sting, em 1992, e na cerimônia de sua inclusão no Hall da Fama do Rock and Roll, em 2003. Este ano está se configurando como o ano dos reencontros de grupos de rock. Phil Collins voltou para o grupo de art rock britânico Genesis para uma turnê européia, e o volátil vocalista David Lee Roth está de volta com a banda de rock Van Halen, após um distanciamento que durou duas décadas. Além disso, a banda australiana Crowded House planeja pôr fim a um hiato de dez anos assim que encontrar um músico para tomar o lugar do baterista falecido Paul Hester.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.