Termina a meia-entrada para ver Jack Johnson

Outra cena de filas enormes em busca de ingressos para show de astros da música pop. O astro da vez é o cantor havaiano Jack Johnson, que faz show no dia 7, no Anhembi. No dia seguinte, o show será na Apoteose, no sambódromo do Rio de Janeiro.Em São Paulo, a confusão teve lugar nas quatro lojas Oxto dos Shoppings de São Paulo Eldorado, Paulista, Morumbi e Anália Franco. As vendas na loja da rede no Shopping Villa-Lobos foram suspensas, por medo de que a confusão chegasse ao nível do que ocorreu durante a venda de ingressos para o U2, no supermercado Pão de Açúcar, em fevereiro.A fila do Eldorado, que chegou a ter mais de mil pessoas, começou a se formar às 7 horas. Muitos fãs vestiam uniforme escolar. O shopping chegou a chamar a Polícia Militar e os bombeiros.Jack Johnson é amigo do namorado de Gisele BündchenNo sábado, o cantor Jack Johnson falou ao Estado por telefone sobre o show no Brasil. Leia trechos: No mundo todo, gente muito jovem, entre 13 e 20 e poucos anos, demonstra adorar sua música. Consegue explicar o fenômeno?Não penso muito nisso. Sei que é um público muito jovem e caloroso que ouve minha música. Talvez seja por causa de minha atividade como surfista. Sentem que o surfe é parte da minha vida. Muito da cultura do surfe é montada sobre clichês: o cara forte e tatuado com a loira ao lado e muito pouco cérebro. Você se preocupa em driblar os clichês?Sou naturalmente diferente dos clichês. Gosto da cultura surfe, das revistas, dos filmes. Dirijo filmes de surfe. Mas não sou fortão nem superficial. Gosto da natureza e o surfe é comunhão com a natureza.Você é amigo de Kelly Slater. Como vê o namoro dele com Gisele Bündchen?Conheci Gisele. Estive com eles outro dia. Gisele é bonita, mas é principalmente uma pessoa muito doce. Kelly é um cara feliz e sortudo por ter alguém como Gisele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.