Tecladista de banda pernambucana é assassinado

O produtor e tecladista da banda de forró Picape de Luxo, Ronaldo Nazareno da Silva, de 30 anos, morreu na última terça-feira após ser atingido por 13 tiros, sendo 12 de pistola 380 mm. O outro foi de calibre 12. A polícia investiga se a morte do produtor teria sido uma execução devido a quantidade de tiros.O crime ocorreu na noite de terça-feira, no município de Pombos, no Agreste de Pernambuco. Ronaldo Nazareno voltava de Vitória de Santo Antão junto com os integrantes da banda, que haviam gravado um CD no local.Dois homens encapuzados e armados abordaram o carro onde estava o grupo. Eles deram vários tiros. Além de Ronaldo, uma dançarina, identificada como Sheila, levou três tiros na perna. Ela foi levada para um hospital particular do Recife. Os outros membros da banda não ficaram feridos. As informações são do site pe360graus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.