Reuters/Brescia e Amisano/Teatro alla Scala
Reuters/Brescia e Amisano/Teatro alla Scala

Teatro alla Scala reabre em Milão com temporada curta de concertos

Principal casa de ópera da Itália, com capacidade para 2 mil pessoas, vai poder receber 600 espectadores

Redação, Ansa

01 de julho de 2020 | 11h53

O Teatro alla Scala, principal casa de ópera de Milão e da Itália, retomará seu calendário de espetáculos em julho, com uma minitemporada de quatro concertos programados para o período de 6 a 15.

As apresentações terão público máximo de 600 espectadores - a capacidade do teatro é de 2 mil pessoas - para evitar aglomerações e a disseminação do novo coronavírus, que já contaminou cerca de 240 mil pessoas e matou quase 35 mil na Itália, de acordo com o Ministério da Saúde.

O concerto de 6 de julho terá o barítono Luca Salsi, a pianista Beatrice Rana e o violoncelista Mischa Maisky. Já o espetáculo que encerra a minitemporada, no dia 15, reunirá diversas formações da Filarmônica do Scala. Todas as apresentações terão duração de 75 minutos, e os ingressos serão disponibilizados ao público nesta quarta, 1º.

Em seguida, o teatro será fechado para trabalhos de manutenção e reabrirá de forma definitiva em setembro. Segundo o superintendente do Scala, Dominique Meyer, a administração estuda a hipótese de realizar mais espetáculos a céu aberto. "Não gostaria que se criasse um foco (de Covid-19) e que um concerto fosse a causa", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.