Tears for Fears original lança 1º álbum em 15 anos

A dupla britânica Tears for Fears, formada por Roland Orzabal e Curt Smith, se separou em 1990, depois da gravação do álbum The Seeds of Love. Seguiram-se anos de trocas de farpas que levaram críticos a acreditar que os dois estavam fadados a nunca mais se reunir. Mas, Orzabal e Smith anunciaram o lançamento de seu novo álbum, Everybody Loves A Happy Ending, que chega às lojas da Grã-Bretanha nesta segunda-feira. Foram três álbuns, The Hurting (1983), Songs From The Big Chair (1985) and The Seeds of Love (1989), que construíram a reputação da dupla britânica Tears for Fears e seu legado como autores de alguns dos sucessos mais marcantes da década. Hits como Mad World, Shout, Everybody Wants to Rule the World e Sowing the Seeds of Love garantiram posições no topo da parada de sucessos tanto nos Estados Unidos como na Grã-Bretanha. "Eu acho que só estávamos cansados um do outro naquela época", disse Curt Smith à BBC, lembrando os tempos de The Seeds of Love. No período da separação, Smith se mudou da Grã-Bretanha para os Estados Unidos, onde trabalhou em outros projetos, enquanto Orzabal lançaria sem seu parceiro ainda mais dois álbuns com canções inéditas como sendo do Tears For Fears - Elemental (1993) e Raoul and The King of Spain (1995) - e dois álbuns de compilação. Os dois voltariam a trabalhar apenas em 2000, colaborando com o guitarrista Charlton Pettus - parceiro de Smith em um de seus projetos dos últimos anos, a banda Mayfield -, que divide com os dois os créditos de algumas músicas do álbum (Closest Thing to Heaven, Who You Are) e também co-produziu o álbum. Para os integrantes da banda, a intenção com Everybody Loves a Happy Ending foi lembrar as pessoas da época em que saíram de cena, o final dos anos 80. Além disso, o novo álbum, especialmente a faixa Closest Thing to Heaven, lembra Sowing the Seeds of Love, o hit do álbum The Seeds of Love, ao ecoar uma sonoridade associada aos Beatles. Os próprios músicos reconhecem a influência. No site oficial da banda, Orzabal afirmou que, quando a dupla fez Sowing The Seeds of Love, buscou inspiração especificamente no trabalho de John Lennon. "E eu diria que a principal influência deste (novo) álbum foi Paul McCartney, porque eu acho que ele é o novo Lennon", disse ele. O single trazendo a música Closest Thing to Heaven foi lançado na semana passada, mas ficou apenas na 40ª posição da parada britânica. Curt Smith disse que a banda não pensou em fazer um trabalho nem para agradar os fãs antigos nem para conquistar as novas gerações. "Tudo o que podemos fazer quando vamos a um estúdio preparar um novo álbum é fazer o melhor que podemos, e o resto, acontece. Nós não temos controle sobre isso", explicou.BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.

Agencia Estado,

05 de março de 2005 | 09h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.