Robyn Beck / AFP
Robyn Beck / AFP

Taylor Swift conquista topo das paradas com o novo ‘Red’

'Red (Taylor’s Version)' teve o equivalente a 605 mil vendas nos Estados Unidos em sua primeira semana

The New York Times, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2021 | 15h00

No início de 2020, o itinerário de Taylor Swift para o futuro próximo parecia bastante simples.

Naquele verão, ela planejava fazer uma turnê para divulgar seu mais recente álbum nº 1, Lover. E embora Swift tivesse dito que regravaria seus álbuns antigos após a venda de sua gravadora, ela não dava nenhum sinal de quando iria fazê-lo. Então havia poucos motivos para esperar qualquer música nova de Swift, que desde muito aderira ao regime de um álbum de estúdio a cada poucos anos.

Mas 2020 e 2021 viram uma notável onda de atividade de gravação por parte de Swift e um sucesso recorde nas paradas. No ano passado, vieram dois álbuns de quarentena, Folklore e Evermore. Este ano ela se concentrou em suas regravações – recriações meticulosas de seus trabalhos anteriores, classificando o gesto como uma poderosa jogada de negócios, uma retaliação contra os investidores que agora controlam algumas de suas gravações originais e uma oportunidade de revisitar temas juvenis com um olhar mais maduro.

Fearless (Taylor’s Version) veio em abril e, agora, Red (Taylor’s Version) se tornou o quarto álbum de Swift no primeiro lugar das paradas em 16 meses – fenômeno que a Billboard diz ser a campanha mais rápida na história de 65 anos de sua parada de álbuns. Desde que Folklore foi lançado, em julho de 2020, Swift ocupou o primeiro lugar na parada de álbuns da Billboard um total de 15 vezes.

Red (Taylor’s Version) teve o equivalente a 605 mil vendas nos Estados Unidos em sua primeira semana, de acordo com a MRC Data, a divisão de rastreamento da Billboard. Esse total inclui 303 milhões de streams e 369 mil cópias vendidas como pacote completo. O álbum vendeu também 114 mil cópias em LP de vinil – que Swift lançou como um conjunto de US $ 50 de quatro discos a 45 rpm. O número é o máximo que qualquer álbum vendeu em vinil desde pelo menos 1991, quando a SoundScan, predecessor da MRC, começou a registrar dados de venda confiáveis.

Entre os destaques do novo Red está uma versão de dez minutos de sua canção All Too Well, com versos adicionais que dão mais profundidade à história de um romance fracassado. Swift fez um curta desta versão, apresentou-o no Saturday Night Live e lançou mais duas gravações na semana passada.

O novo All Too Well também se torna o oitavo nº 1 de Swift na parada de singles da Billboard Hot 100, com várias novas gravações da música – mas não a original de 2012 – somando um total de 54 milhões de streams, além de downloads e transmissões de rádio.

Swift agora tem dez LPs que chegaram ao primeiro lugar, empatando com Elvis Presley, Eminem, Drake e Kanye West. Os Beatles ainda lideram essa lista com 19 títulos no topo das paradas, seguidos por Jay-Z, com 14, e Bruce Springsteen e Barbra Streisand com 11 cada.

As 605 mil vendas do novo Red é a segunda maior estreia de qualquer álbum este ano, depois das 613 mil de Certified Lover Boy, de Drake, em setembro. Mas se espera que, na parada da próxima semana, ambos sejam ofuscados pela chegada de 30, de Adele, um blockbuster que pode atingir ou mesmo ultrapassar 1 milhão de vendas na semana de estreia, algo que nenhum álbum fez desde Reputation, da própria Swift, quatro anos atrás.

Divulgaram-se poucos dados oficiais sobre o sucesso inicial de 30, lançado na sexta-feira. Mas, como um sinal da influência de Adele na indústria da música, ela anunciou no fim de semana que, aparentemente a pedido da cantora, o Spotify removeu a opção “shuffle” como modo de reprodução padrão para álbuns, facilitando que os fãs ouçam o álbum do início ao fim, como a artista queria.

“Obrigado, Spotify, por ouvir”, Adele tuitou no sábado, e o serviço respondeu: “Tudo por você”.

Também na parada desta semana, o Silk Sonic, projeto retro-soul de Bruno Mars e Anderson Paak, estreia em segundo lugar com An Evening With Silk Sonic, que teve o equivalente a 104 mil vendas. Já o Twice, grupo de garotas do K-pop, está em 3º com seu novo Formula of Love: O+T=. Still Over It, do Summer Walker, o melhor álbum da semana passada, caiu para a quarta posição, e Certified Lover Boy está em quinto lugar.

Este artigo foi publicado originalmente no New York Times. / TRADUÇÃO DE RENATO PRELORENTZOU.

Tudo o que sabemos sobre:
Taylor SwiftBillboardmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.