Superexposição dá bons resultados a Madonna

Faltam poucos dias para o início da primeira turnê de Madonna em oito anos e, como era de se esperar a pop star quer ter certeza de que vai estar em evidência nos próximos tempos. Além dos palcos, ela volta às pratelerias das lojas com seus primeiros álbuns, ganha um especial no canal por assinatura HBO e aparece na campanha da BMW. A estratégia da superexposição está dando certo: todos os ingressos da Drowned World Tour na Europa e Estados Unidos foram vendidos em poucas horas, forçando a inclusão de três novos shows em Nova York e dois em Los Angeles.O interesse pelos ingressos de Madonna nos Estados Unidos impressiona por conta dos altos preços (entre US$ 45 e US$ 250) e da concorrência acirrada no que deve ser uma das temporadas mais cheias de atrações dos últimos anos. A pop star disputa a mesada de adolescentes com ´N Sync, Backstreet Boys, Britney Spears, U2, Janet Jackson, Jennifer "J. Lo" Lopez e Oasis, para citar alguns.Desde que foi anunciada, em abril, a turnê quase triplicou de tamanho. Os novos shows anunciados, que terão ingressos vendidos no dia 30 por meio do Ticketmaster (http://www.ticketmaster.com), serão nos dias 28, 30 e 31 de julho (Nova York) e nos dias 13 e 14 de setembro (Los Angeles). A procura pelos dois lotes de ingressos anteriores paralizou o site do Ticketmaster, causando também um congestionamento telefônico e problemas no sistema interno da empresa.Quem não conferir Madonna nos estádios vai poder ver a estrela na televisão. A apresentação de Detroit, terra da cantora, em 26 de agosto, será transmitida ao vivo pelo HBO. O canal teve sua maior audiência em toda a história quando exibiu o show da Austrália da turnê The Girlie Show, em 1993. Antes disso, uma apresentação na França da Blonde Ambition Tour havia marcado o recorde de público para um canal por assinatura.Antes disso, ela estréia na internet o novo comercial da BMW, dirigido pelo marido, Guy Ritchie. Uma prévia do trabalho, que faz parte de uma série feita por vários diretores de cinema, foi divulgada ontem à imprensa. Madonna faz uma paródia de si mesma ao encarnar uma pop star abusiva. Ao ser levada por seus assistentes a um BMW preto ela diz: "Eu estou cheia de preto!" Ela é então levada a um carro branco, que aparece instantaneamente do lado. A cantora manda o motorista acelerar para fugir dos fotógrafos e começa a ser jogada de um lado para outro do banco de trás, com muita violência. No final, ela é atirada para fora do carro em um tapete vermelho. O filme vai estar no ar a partir do dia 7 de junho no site BMWFilms.com.A parceria de Madonna e Ritchie parece mesmo funcionar. O polêmico clipe de What It Feels Like For a Girl acaba de ganhar o prêmio de vídeo do ano da Music Video Production Association. O trabalho derrotou clipes de Fatboy Slim, Moby, Metallica e Destiny´s Child.Os saudosistas também já podem respirar aliviados. Os três primeiros álbuns de Madonna acabam de voltar ao mercado em versão remasterizada, incluindo duas faixas bônus cada. Madonna, de 1983, contém remixes de Burning Up e Lucky Star (New Mix), feitos por John "Jellybean" Benitez; Like a Virgin, de 1984, traz novas versões da faixa-título e do hit Material Girl, também assinadas por Benitez; enquanto True Blue, de 1986, inclui uma nova roupagem em La Isla Bonita, feita por Chris Lord Age, e True Blue (Color Mix), por Shep Pettibone.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.