Sujeito a Guincho abre projeto musical

Tem início nesta segunda-feira, às 20 horas, no auditório da Livraria Cultura do Shopping Villa-Lobos, a série Música das Nações, coordenada pelo crítico musical J. Jota de Moraes. O destaque de hoje é o Quinteto de Clarinetas Sujeito a Guincho, grupo formado por Edmilson Nery, Luís Eugênio Afonso, Luca Reale, Nivaldo Orsi e Sérgio Burgani. Eles apresentam um programa bastante eclético, que inclui até mesmo o Hino Nacional Brasileiro, adaptado por Luca Reale, integrante do Nouvelle.O arranjo de Bruce Edwards para Night Club 1960, de Astor Piazzolla, abre a apresentação. Em seguida, é a vez do Intermezzo Op. 118, n.º 2, de Brahms, também adaptado por Reale. De Sahujiro Yoki, o grupo toca, então, Pipoca de Microondas, e, de André Mehmari, Lullaby. Ginga do Mané, de Jacó do Bandolim, Choro Negro, de Paulinho da Viola, e Espinho de Bacalhau, de Severino Araújo, ao lado de duas peças de Luca Reale - Quinteto para Duas Clarinetas e Meia e Clarinet Machine - fecham o espetáculo.O concerto mostra um pouco daquilo que é a marca do grupo, criado há nove anos: a busca da expressividade e a versatilidade da clarineta. Além do trabalho no quinteto, seus integrantes fazem parte de orquestras brasileiras, como a Sinfônica Municipal, do Estado e de Campinas e a Jazz Sinfônica. Exercem, também, atividades relacionadas ao ensino, como é o caso de Nery, professor da Escola Municipal de Música; Afonso, professor da USP; e Burgani, do Departamento do Instituto de Artes da Unesp.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2001 | 02h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.