Stones se rendem ao comércio de música on-line

Os Rolling Stones renderam-se enfim ao mercado de música on-line. Depois de muita resistência, Mick Jagger e cia. acertaram um contrato com a Rhapsody, braço da RealNetworks, e a Best Buy para oferecer na rede mais de 500 faixas.Por conta de complicadas transações de direitos autorais, a banda só vai oferecer para compra as músicas gravadas após 1971, ano em que fundaram seu próprio selo. São cerca de 200 faixas, incluindo hits como Start Me Up, Brown Sugar e Angie. À venda para os fãs por US$ 0,79, as faixas podem ser baixadas e copiadas em CDs. Outras 300 músicas anteriores a 1971, lançadas pelo selo ABCKO, não poderão ser copiadas, mas apenas ouvidas. Neste pacote estão (I Can´t Get No) Satisfaction, sucesso maior da banda, e Gimme Shelter.A partir de setembro, conforme o site oficial dos Stones, seu acervo estará à venda também em outros serviços de comércio on-line, como os recém-lançados iTunes, da Apple, e BuyMusic. Para a EMI, a gravadora do grupo, a iniciativa dos Stones pode encorajar outros nomes ainda avessos ao comércio on-line.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.