Stockhausen nega declaração polêmica

O músico alemão Karlheinz Stockhausen assegurou hoje que suas declarações polêmicas sobre os atentados nos Estados Unidos foram desvirtuadas pelos meios de comunicação. "os atentados me consternaram como a todo o mundo", disse um dos mais importantes compositores de música contemporânea, segundo comunicado divulgado pela Agência Alemã de Imprensa.Segundo Stockhausen, o que ele quis dizer ao definir os atentados como "a maior obra de arte que jamais existiu" é que "alguns espíritos conseguiram realizar, em um só ato, algo com o que sequer poderiamos sonhar na música; que pessoas ensaiassem como loucas durante dez anos, totalmente fanáticos, para realizar um só concerto e em seguida morrer... É a maior obra de arte que existe em todo o mundo. Eu não poderia. Comparado com isto, nós, os compositores, não somos nada", acrescentou o músico de 73 anos.Em seu comunicado de hoje, Stockhausen disse que "o jornalista hamburguës descontextualizou minhas declarações, publicou-as incompletas e utilizou-as para um ataque infame contra minha pessoa no Festival de Música de Hamburgo", disse o compositor.Diversos meios de comunicação divulgaram a declaração de Stockhausen causando um escândalo tal que os organizadores do festival suspenderam ontem os quarto concertos do compositor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.