Sting. Foto: Charles Sykes/Invision/AP
Sting. Foto: Charles Sykes/Invision/AP

Sting quer tocar em Cuba antes de Mick Jagger, diz imprensa local

Nos últimos meses e em meio ao degelo das relações entre Cuba e Estados Unidos, várias nomes da música e da arte visitaram a ilha

EFE

09 Outubro 2015 | 10h32

Sting quer fazer um show em Cuba antes de Mick Jagger e dos Rolling Stones, que devem se apresentar no país em março de 2016, afirmou nesta semana o guitarrista do cantor, Dominic Miller, à imprensa oficial cubana.

"Ninguém quer ficar fora disso, Sting deseja se apresentar em Cuba antes de Mick Jagger", informou Miller, que acompanha o artista britânico desde 1991, à Agência de Informação Nacional.

Em entrevista coletiva para dar detalhes sobre o show desta quinta-feira do álbum Hecho en Cuba, uma parceria de Miller com músicos cubanos e o próprio Sting, o guitarrista revelou que está "persuadindo" o cantor a "mostrar ao público cubano toda a sua produção musical".

Miller, autor do conhecido riff da música Another Day in Paradise, de Phill Collins, fará um show como parte da "Semana da Cultura Britânica" em Havana, aonde disse que espera voltar com Sting.

Nos últimos meses e em meio ao degelo das relações entre Cuba e Estados Unidos, que restabeleceram vínculos diplomáticos em 20 de julho após mais de 50 anos de inimizade, várias nomes da música e da arte visitaram a ilha.

No fim de semana passado, o líder dos Rolling Stones, Mick Jagger, surpreendeu os cubanos ao passear pela capital do país e frequentar populares boates e restaurantes durante uma visita à cidade.

O principal jornal do país, o estatal Granma, noticiou a presença de Jagger e assinalou que os motivos de sua viagem podem estar relacionados às negociações para o show que os Rolling Stones devem fazer em Cuba na próxima turnê pela América Latina no início de 2016.

A publicação também lembrou a visita, em fevereiro deste ano, do de baixista da banda, Darryl Jones, que se apresentou no país com o grupo The Dead Daisies, e disse que convenceria Mick Jagger para que os Rolling Stones tocassem pela primeira vez em Cuba.

Outra visita que revolucionou Havana durante a curta estadia em maio foi a da cantora Rihanna, cujas imagens registradas em vários pontos da cidade pela fotógrafa Annie Leibowitz podem ser vistas na atual edição da revista americana Vanity Fair.

Os rappers Usher e Ludacris, a socialite Paris Hilton, e a top model Naomi Campbell foram outras das celebridades que recentemente visitaram Cuba, onde anos atrás não era tão habitual a presença de artistas internacionais.

Mais conteúdo sobre:
Sting Mick Jagger Cuba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.