Steely Dan vence Grammy de Melhor Álbum

Não deu para Eminem, que fez muito barulho nas preliminares com suas letras e canções polêmicas, nem para Beck e Radiohead, artistas cujo fardo é ser sinônimo de renovação da música pop. Muito menos para o veterano Paul Simon. O Grammy de Melhor Álbum do Ano ficou com o duo Steely Dan, pelo disco Two Against Nature, que também faturou a categoria Melhor Disco de Pop. Os outros prêmios principais, Gravação e Canção do Ano ficaram com o U2. Shelby Lynne, cantora de country, foi eleita a artista revelação do ano 2000.A opção de abandonar as experiências eletrônicas e voltar ao som que tornou a banda lendária surtiu efeito entre a crítica norte-america. O U2 foi um dos destaques da entrega dos prêmios da 43ª edição do Grammy, que ocorreu na madrugada de quarta para quinta-feira (horário de Brasília), no Staples Center de Los Angeles. A banda irlandesa, de Bono Vox, faturou as categorias: Melhor Performance de Rock para Duo ou Grupo, Gravação do Ano e Canção do Ano, todas por Beatiful Day, hit do disco All That You Can´t Leave Behind. Concorriam em três categorias, venceram todas.O polêmico rapper Eminem, mesmo não vencendo o principal prêmio, saiu fortalecido da cerimônia de premiação. Pode não ser o artista predileto do presidente da Acadêmia de Música, que organiza o Grammy, mas faturou os prêmios de Melhor Álbum de Rap do Ano - The Marshall Mathers LP - pelo segundo ano consecutivo e também Melhor Perfomance de Rap Solo e Melhor Performance de Duo ou Grupo de Rap, ao lado de Dr. Dre. Três das quatro categorias a que concorria. Na disputa da Rainha da Música Pop, não teve nem para Madonna, nem para Britney Spears, muito menos para Christina Aguilera. O Grammy de Melhor Performance Vocal de Pop Feminino foi para a cantora Macy Gray, que no ano passado lançou o ótimo On How Life Is. A música que deu a ela o prêmio foi I Try. Aliás, Madonna e Britney, que passaram o ano trocando elogios, não ganharam nenhum dos prêmios aos quais estavam concorrendo.Rock e R&B - O Foo Fighters, banda do ex-baterista do Nirvana Dave Ghrol, ganhou o Grammy de Melhor disco de Rock do Ano por There is Nothing Left To Lose. Na categoria Melhor Disco de Rock Alternativo venceram os britânicos do Radiohead, pelo polêmico Kid A. Prêmio de consolação para um disco que foi considerado revolucionário. D´Angelo, que fez muito sucesso em sua passagem pelo Brasil no ano passado, quando tocou no Free Jazz Festival, ganhou com Voodoo o Grammy de Melhor Disco de R&B. O Rage Against The Machine, que se dissolveu no ano passado, reuniu-se novamente para receber o prêmio de Melhor Performance de Hard Rock, por Guerilla Radio, do disco The Battle of Los Angeles.

Agencia Estado,

22 de fevereiro de 2001 | 01h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.