Associated Press
Associated Press

Sony lança CD duplo de 'This Is It' e prepara DVD

Disco chega ao mercado ao mesmo tempo em que documentário estreia nos cinemas

Agência Estado,

29 de outubro de 2009 | 09h15

Simultaneamente ao lançamento do documentário "This Is It", que mostra os ensaios para os shows que o cantor Michael Jackson faria em Londres, a Sony disponibilizou na quarta-feira, 28, o CD duplo com canções que fazem parte do longa em suas versões originais e a faixa título. Para janeiro, é prometido o DVD de "This Is It" repleto de extras com cenas não utilizadas no documentário.

 

Veja também:

link O rei Michael Jackson e o filme do fim

trailer 'This is it': O trailer do novo filme de Michael Jackson

video TV mostra vídeo dos últimos ensaios

som Território Eldorado: 'This Is It' por Michael Jackson

som Território Eldorado: ouça todas as fases do rei do pop

Com uma hora e cinquenta minutos de duração, o longa trata o Rei do Pop com reverência. O filme, com ingressos disponíveis, está previsto para ficar nos cinemas por duas semanas, contando a partir da última quarta, e mostra o artista em plena forma, dirigindo músicos e dançarinos o tempo todo. Dá a impressão de que Michael teria condições de suportar a maratona de 50 shows que ficariam nos palcos de Londres por 10 meses a partir de julho. Michael canta, desliza, flutua. Sucessos são mostrados na íntegra, mesmo quando cortados por intervenções de Jackson ou do diretor Kenny Ortega.

"Wanna Be Startin' Something" é o primeiro, logo depois de uma cena que mostra a dramática seleção de dançarinos que estarão no time. É Michael quem escolhe seus músicos e dançarinos, quem muda os arranjos, quem decide que imagem ou efeito entrará no telão em cada canção.

Histórico

Os 50 shows de Michael Jackson na Arena O2, em Londres, entrariam para a história como uma das maiores produções realizadas no showbiz. Tudo é gigantesco. Em "Thriller", uma sequência com zumbis é filmada em 3D. Michael vê o resultado pelo computador, ao lado do diretor, e vibra de emoção. Em "Smooth Criminal", a imagem do artista é fundida à dos atores Rita Hayworth e Humfrey Bogart, gerando um prólogo cinematográfico para a energizante música. A parte de "Earth Song" tem uma escavadeira gigante em cena. Elevadores arremessam dançarinos do subsolo para o tablado e a imagem de uma chama gigante cruza todo o fundo do palco. Em "Billie Jean", o passo moonwalk aparece rápido. O artista poupa a voz e pede silêncio aos dançarinos. "Mas tudo com amor", diz sempre.

Michael diz amar seus irmãos logo após uma passagem especial com as canções de seu antigo grupo familiar, o Jackson 5. "I'll Be There" emociona a equipe, que o aplaude em riso e lágrima em um ginásio vazio. "Deus os abençoe", diz Michael. Em "Black or White", ele chama a guitarrista Orianthi Panagaris para a brilhar ao seu lado. Um solo a mais é requisitado por Michael. "É o seu momento de brilhar! Me dá uma nota bem aguda", insiste o cantor. E mesmo quando discute com o seu diretor musical a respeito de uma nota incômoda em "They Don't Care About Us", Michael é um lorde. "É por isso que a gente ensaia", diz. As informações são do Jornal da Tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.