Sony é condenada por racismo em música de Tiririca

A gravadora Sony Music foi condenada nesta quarta pela 11.ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio (TJ) a pagar indenização de R$ 300 mil pela divulgação da música Veja os Cabelos Dela, composta e cantada por Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca. O valor, segundo o TJ, é o mesmo arrecadado com a divulgação e será usado pelo Fundo de Defesa dos Direitos Difusos no desenvolvimento de programas contra o preconceito racial. Os desembargadores consideraram a letra da música ofensiva à mulher negra e negaram recurso da Sony.A música compara os cabelos de uma mulher à palha de aço: "Veja, veja, veja os cabelos dela/ Parece bombril de arear panela/Quando ela passa, me chama atenção/Mas os seus cabelos não têm jeito não/ A sua catinga quase me desmaiou/Olha eu não agüento o seu fedor". De acordo com os desembargadores, a Sony não analisou a obra antes de adquirir os direitos autorais. A relatora, Marilene Melo Alves, classificou o texto de chulo e inapropriado para o contexto sociocultural brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.