Sony e BMG anunciam plano de fusão

As gravadoras BMG e Sony Music anunciaram nesta quinta-feira um plano preliminar para a fusão das duas companhias. Juntas, a Sony, 2ª do mercado mundial, e a BMG, 5ª maior gravadora, estariam em condição de brigar pela liderança do mercado global de música, atualmente ocupado pela Universal. A nova empresa receberia o nome de Sony BMG. Pelos cálculos das empresas, a Sony BMG teria 25,2% do mercado mundial, enquanto a Universal tem hoje 25,9%. Os grupos Sony e Bertelsmann, que detém a BMG, seriam proprietários de metade da nova gravadora cada um. O acordo é uma forma de fazer frente à crise que tomou conta da indústria fonográfica, principalmente com a pirataria de CDs. Se for fechado, o acordo vai reunir em uma mesma gravadora algumas das maiores estrelas da música mundial. Da Sony, que tem os selos Columbia, Epic e Sony Classical, viriam nomes como Bruce Springsteen, Beyoncé Knowles e Celine Dion. E da BMG, que tem vários selos, a nova gravadora traria estrelas como Dido, Christina Aguilera, Avril Lavigne e Elvis Presley.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.