Sonoridade da região amazônica no Itaú Cultural

Um encontro inédito e gratuito ocorre hoje e amanhã, às 19h30, no Itaú Cultural. O cantor e compositor paraense Nilson Chaves convidou cinco artistas do Norte do País para mostrar a sonoridade que permeia a região amazônica. O espetáculo Gente da mesma Floresta vai reunir Bado, de Rondônia, Célio Cruz, da Amazônia, Eliakim Rufino, de Roraima, Graça Gomes, do Acre, e Zé Miguel, do Amapá, além do próprio Chaves, curador do evento. "Vamos apresentar juntos a canção inédita que leva o nome do espetáculo, que fizemos especialmente para a ocasião", conta Chaves. Ritmos indígenas e caribenhos, toadas de bois-bumbás e canções ribeirinhas não vão faltar no espetáculo que ainda contará com a participação, na base, da percussão do Trio Manari e dos músicos Adeubert Carneiro (baixo e direção musical), Esdras de Sousa (sopros) e Davi Amorim (violão de aço, guitarra e banjo). "Precisamos resgatar músicas ricas em poesia. Muitas pessoas já estão cansadas de músicas comerciais e isso serve como incentivo ao amadurecimento dos músicos", opina.Gente da mesma Floresta. Itaú Cultural. Av. Paulista, 149, tel. 2168-1776.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.