Som Livre tem megaportal para CDs

A grande tacada do mercado musical ponto com foi dada pela gravadora Som Livre. Ela sentou-se com todas as outras multinacionais (e algumas independentes) e montou um giga-portal de vendas de discos, DVDs, vídeos, enfim, tudo relacionado à música. O portal está pousado em www.somlivre.com.br e não faz restrição a estilos, credos, cor, religião. O regime é de sacolão e o produto é música. E, importante, tudo em reais. O portal é uma bem sacada opção tupiniquim à CD Now (www.cdnow.com), Amazon (www.amazon.com) e a similares, que cobram em dólar, fora alfândega, correio e afins.Da mesma forma que o navegante encontra War do U2, ou o antológico concerto do The Who na Ilha de Wight, em 70, tem Beatles (toda a discografia), Stones idem, Bob Dylan idem. Mais: Cauby Peixoto detona o CD Meu Coração É um Pandeiro e aquele ousadamente chamado Cauby Canta as Mulheres. Os lacrimogênicos amantes do chamado baba-folker Neil Diamond deitam e rolam, pois o músico está muito bem representado por várias coletâneas (Holly Holly e Sweet Caroline aparecem em todas) e pela trilha sonora do filme Fernão Capelo Gaivota, aquele que fez até as pulgas amargarem depressões profundas. Tem Michel Legrand sozinho ou com Jessie Norman, além do IRA!, Capital Inicial e toda a onda retrô que parece querer invadir este 2001. Por essa, Stanley Kubrick não esperava.Mas para quem exige exclusividade o melhor caminho é mergulhar nos sites personalizados dos artistas e o primeiro passo é visitar o melhor site de buscas da rede, o Google (www.google.com). Por exemplo, no ano passado o Black Crowes convidou Jimmy Page (pai do Led Zeppelin) para uma curta temporada pelos EUA. Gravaram tudo. Alguém teve a idéia de oferecer as músicas em MP3, a um dólar cada, pela Internet. A coisa rendeu tanto, que o Crowes acabou sendo obrigado a lançar um CD com várias faixas extras, para deleite de uma massa faminta de rock puro sangue, rock que Page sabe fazer. Pete Townshend, pai do The Who, não ficou atrás. Seu portal www.petetownshend.com só vende exclusividades, discos que não estão disponíveis em lojas, além de livros, posters, camisetas, enfim, toda a massa da indústria rocker. Boa viagem.

Agencia Estado,

08 de outubro de 2001 | 20h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.