Solk Beats espanta quadrilha com festa tecno

Esqueça as tradições juninas. O mês de junho vira a casaca e abraça a modernidade para ficar na memória afetiva dos fãs de música eletrônica no Brasil. E considerando a lista de atrações do Skol Beats, ficará mesmo. O evento ocorre amanhã no Jockey Clube do Paraná, em Curitiba, e sábado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O time de celebridades apresentado é digno de assombro. São 50 artistas, nacionais e internacionais, que transitam com maestria pelo tecno, trance, drum´n´bass e house.A edição curitibana terá 17 atrações. Armand Van Helden, Bob Sinclair, DJ Double S, Edson, Fábio, Frankie Knuckles, Green Velvet and The Rejects, Harvey, Igor, DJ Leo, DJ Mau Mau, Mike Maguire, Mônica, Paul Oakenfold, Stacey Pullen, Total Eclipse e WestBam são os nomes. Já em São Paulo, o evento toma uma proporção ainda maior e traz, além dos nomes já citados, uma profusão de talentos da eletrônica - 49 no total. Os destaques são figuras como DJ Alex S, DJ Anderson Noise, André Meyer, Andy Camilo Rocha, Buga, Deep Space, Dimitri Nakov, DJ Rap, Felipe Venâncio, Level 202, Hernan Cattaneo, Randall, Patife, Ram Science, Marcos Morcegof e Xerxes.O Jockey Clube do Paraná terá duas tendas musicais (com tamanhos entre 1.000 e 1.500 metros quadrados), cada uma compartilhando estilos e atrações distintas. Para os curitibanos, o "bate-estaca" começa às 22 horas e vai até as 10 horas. A etapa paulista terá quatro tendas e performances simultâneas, das 16 às 9 horas. Haverá ainda, nas duas edições, locais de descanso, alimentação, mercado de moda e entretenimento. Além da área VIP para 1.500 convidados e quatro brinquedos radicais ( bungee jump, rotor, twister e balão) à disposição daqueles que estiverem no Autódromo de Interlagos.Pela programação do Skol Beats é possível traçar os caminhos que a música eletrônica tem tomado pelo mundo. Há, por exemplo, o caso do DJ e produtor Andy. Envolvido com a cena trance psicodélica e pumping trance, ele foi o responsável pelo aparecimento da primeira loja especializada em dance music de Gurthenburg, na Suécia.A house music pode ser resumida na pessoa de Frankie Knuckles. Com 20 anos de serviços prestados ao "incêndio" das pistas, o DJ ostenta, não por acaso, o título The Godfather of House. Além das discotecagens, Frankie atua como produtor remixando músicas de artistas como Michael Jackson, Diana Ross e Toni Braxton, merecendo em 1997 o Grammy de melhor "remixer".Bob Sinclair, um dos principais nomes do house francês, apresenta influências jazzísticas em seus sets. Prova disso é a parceria duradoura com a cantora brasileira Salomé da Bahia. Integrante do Reminiscence Quartet, projeto que une acid jazz e música brasileira, Salomé volta ao Brasil para acompanhar o DJ que em 1994 conheceu no clube de Jazz Chez Felix.O alemão WestBam, ou Maximilian Lenz, é um dos fundadores do Love Parade de Berlim, megaevento eletrônico que reúne cerca de 2 milhões de pessoas. Residente do clube E-Werk e tendo o tecno como base de trabalho, WestBam é um dos DJs que mais têm contribuído para a inovação do ritmo no mundo. O argentino Hernan Cattaneo foi um dos precursores das batidas eletrônicas na terra de Carlos Gardel e hoje é um dos DJs mais respeitados da América do Sul. E falando em precursores tropicais, os inaugurais da cena brasileira estão muito bem representados no drum´n´bass de Marky, Fábio, Patife e Ram Science (que se apresenta ladeado por músicos); no tecno de Camilo Rocha, Mau Mau, Level 202 e Pil Marques e na house de Felipe Venâncio. Em tempo, alguns desses DJs brasileiros e a cena eletrônica nacional foram destaque da edição de maio da revista inglesa DJ Magazine. Decididamente, ao menos nas edições do Skol Beats, não vai ter espaço para dança de quadrilha.Skol Beats - Duração: 17 horas. Sábado, a partir das 16horas. R$ 35,00. Autódromo de Interlagos. Avenida Teotônio Vilela, 261, tel. 3845-7007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.