Skol Hip Rock põe o ABC no mapa dos festivais

A primeira etapa do evento foi no Recife, no final de setembro, e já passou por Ribeiro Preto, interior de São Paulo, na semana passada. A Ambev, organizadora do evento, diz querer contemplar outras praças, nas quais é bastante atuante. Amanhã, o festival desembarca em São Bernardo do Campo, considerado um dos principais centros do movimento hip hop. A cidade não estava prevista no planejamento inicial da organização. A princípio, a última parada do festival seria em Curitiba, mas o show teve de ser cancelado.A estimativa é de que 7 mil pessoas circulem pelo Pavilhão Vera Cruz, sede do Skol Hip Rock no ABC paulista. Os shows seguem os moldes dos megaeventos e reunirão, no mesmo espaço, uma série de atividades: oficinas de grafite, dança de rua, apresentação de skatistas, bike e in-line, duelo de DJs, lan house, entre outras atrações. No palco, gente do hip hop e do rock divide o palco e tenta provar a tese da organização de que existem pontos em comum entre as duas vertentes.A programação de shows aposta em nomes badalados: Mundo Livre S/A, Xis, Marcelo D2, O Rappa, DJ Marcelinho, Thaíde, e outros. MC Thaíde foi convidado para ser mestre de cerimônia do festival. O rapaz, atuante no movimento, aceitou o convite de bom grado. Seu show, com meia hora de duração, dará o pontapé inicial na maratona de apresentações.Skol Hip Rock. Amanhã, a partir das 16 horas. R$ 15,00 (estudantes), R$ 20,00 (antecipado) e R$ 30,00. Só para maiores de 18 anos. Pavilhão Vera Cruz/São Bernardo do Campo. Avenida Lucas Nogueira Garcez, 856, tel. 6846-6000. Informações pelos sites www.ticketmaster.com.br e www.skol.com.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.