Sinfônica Municipal garimpa música brasileira

O Teatro Municipal será palco amanhã e domingo de concertos que coroam um trabalho cuidadoso de pesquisa e resgate da tradição musical brasileira. A Orquestra Sinfônica Municipal, dirigida pelo maestro Ricardo Rocha, vai interpretar peças de Henrique Oswald, Lorenzo Fernandez e Leopoldo Miguez resgatadas em arquivos brasileiros pelo violinista Erich Lehninger.A orquestra abre o concerto com a Sinfonia Opus 43, de Henrique Oswald. Composta em 1918, a peça foi executada pela primeira vez no Teatro Colon, em Buenos Aires. "Foi a única sinfonia que Oswald escreveu, o que a torna extremamente importante uma vez que, na minha opinião, ele é um dos grandes compositores românticos não só do Brasil, mas do mundo", diz Lehninger.Na seqüência, o grupo toca Variações Sinfônicas para Piano e Orquestra, de Lorenzo Fernandes. "É a melhor peça para solista e orquestra antes do período contemporâneo." A solista nos concertos desta semana será a pianista Sônia Rubinsky.A última obra a ser executada será Ave, Libertas, de Leopoldo Miguez, tocada pela primeira vez no Teatro Lírico do Rio de Janeiro. "Trata-se de um poema sinfônica de grande efeito musical, fruto de um dos mais hábeis e perfeitos compositores brasileiros." Segundo Lehninger, por reunir influências européias a composição foi vítima de preconceito da geração de 22. "Há, de fato, a influência de compositores como Wagner, no entanto, o sotaque latino é indiscutível."Orquestra Sinfônica Municipal - Domingo, às 11 horas. De R$ 3,00 a R$ 10,00. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.