Sinfônica de SP tem novo diretor

Cláudio Gaiarsa é o novodiretor-executivo da Osesp. Indicado pela secretária de Estadoda Cultura Cláudia Costin para assumir o posto ocupado porClaudia Toni desde 98, Gaiarsa vem da Sabesp, onde ocupava postono Departamento Financeiro. Claudia Toni saiu do cargo após a turnê do grupo pelosEstados Unidos no ano passado, supostamente por causa dedivergências com o maestro John Neschling. No final do ano,Christianne Rodrigues, coordenadora da Orquestra do Paraná, foicotada para assumir uma diretoria administrativa, vinculada àdireção artística. Seu nome, no entanto, havia sido descartadono início do mês. Orçamento - A dotação orçamentária prevista pelo Estadopara a temporada deste ano da Osesp é de R$ 15.872.179,00, valorque excede em cerca de R$ 200 mil a verba de 2002 (a conta nãoinclui o gasto apresentado de R$ 1 milhão com a turnê pelosEstados Unidos). Apesar do aumento, o valor está abaixo dasexpectativa inicial do grupo, que ultrapassaria os R$ 20milhões. Para a realização da turnê pela Europa, prevista para osegundo semestre, para a continuidade da série de gravações como selo sueco Bis, assim como para a concretização da promessa deaumento dos salários dos músicos, que hoje ganham em média R$ 5mil, o grupo deve repetir a fórmula dos últimos anos, nos quaisbuscou patrocínio da iniciativa privada.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2003 | 17h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.