Sinead O´Connor se despede do showbiz

A cantora irlandesa Sinead O´Connor anunciou hoje que vai deixar o showbiz em julho, quando pretende seguir "outra carreira" ainda não revelada. O comunicado foi feito em sua página na internet e confirmado por sua assessoria."Quero ser como qualquer um na rua, sem ninguém dizendo lá vai a Sinead O´Connor", escreveu em seu site. "Sou tímida, acreditem ou não. Peço então que seja deixada em paz, em privacidade."Sinead tem 36 anos e 20 de carreira. Já adolescente compunha e cantava, mas a fama veio mesmo no início dos anos 90, com o álbum I Do Not Want What I Haven´t Got, do hit Nothing Compares To You. Tornou-se estrela internacional reconhecida tanto por sua voz suave como por suas declarações e atitudes polêmicas, incluindo rasgar fotos do papa João Paulo II e defender o Exército Republicano Irlandês (IRA).A cabeça raspada, visual que marcou grande parte de sua carreira, virou moda para uma enorme legião de fãs durante os anos 90. Para muitos, ela abriu caminho para uma nova imagem da mulher no showbiz, do que se aproveitaram nomes como Alanis Morrisette e Courtney Love.Depois de muita polêmica, sua carreira esfriou. Seus últimos trabalhos, Faith and Courage e Sean-Nós Nua, foram recebidos com certa indiferença pela crítica e venderam pouco. No ano passado, ela trabalhou em participações especiais em discos do Massive Attack, Moby, entre outros.Segundo informa em seu site, a cantora ainda pretende concluir alguns projetos até julho. Um deles é uma participação em um tributo a Dolly Parton e uma parceria com a instrumentista irlandesa Sharon Shannon. Também quer lançar um DVD intitulado Goodnight, thankyou. You´ve been a lovely audience, ou "Boa noite, obrigado. Vocês foram uma platéia adorável".

Agencia Estado,

25 de abril de 2003 | 11h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.