Shows do Roxette em 2011 já tem preços definidos

Shows do Roxette em 2011 já tem preços definidos

Dupla traz turnê mundial ao Brasil, com shows em quatro capitais em abril

Estadão.com.br,

23 de novembro de 2010 | 19h54

Foram divulgados nesta terça-feira, 23, os preços dos ingressos que a dupla Roxette fará no Brasil em abril de 2001. Formada na Suécia em 1986, a banda de pop rock formada pela cantora Marie Fredriksson e pelo guitarrista Per Gessle ganhou popularidade no final dos anos 80 com hits como Listen to Your Heart.

 

Para o show em Porto Alegre, no Pepsi on Stage (12/4), as entradas custarão entre R$ 45 (pista - 1º lote/meia) a R$ 300 (camarote/inteira). Em São Paulo, onde a apresentação acontece no Credicard Hall (14/4), os ingressos poderão ser adquiridos por R$ 45 (plateia superior III/meia) a R$ 320 (pista premium/inteira). No Rio, os ingressos para o show no Citibank Hall (16/4) serão vendidos por preços que variam entre R$ 75 (pista/meia) a R$ 270 (pista premium/inteira). Belo Horizonte recebe a última apresentação da etapa brasileira da turnê do Roxette, no Chevrolet Hall (17/4). Os valores dos ingressos vão de R$ 70 (pista - 1º lote/meia) a R$ 200 (pista - 4º lote/inteira).

 

A pré-venda exclusiva para clientes Credicard, Citibank e Diners para os shows nas quatro capitais acontece entre 25 de novembro 1º de dezembro. O público geral poderá adquirir ingressos a partir de 2 de dezembro. Os ingressos podem ser comprados por meio do site www.ticketsforfun.com.br, pelo telefone 4003-5588 ou nos pontos de venda.

 

Além da turnê, que começa na Rússia em 1º de março e passará pelos cinco continentes, o Roxette também promete um novo disco para o primeiro trimestre de 2011. O retorno do Roxette aos palcos é, também, uma celebração à saúde de Fredriksson - totalmente recuperada de um tumor cerebral descoberto em 2002.

Tudo o que sabemos sobre:
RoxetteMarie FredrikssonPer Gessle

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.