Shows de Timberlake e Miley na Finlândia não serão afetados por sanções dos EUA

Os cantores norte-americanos da música pop Miley Cyrus e Justin Timberlake poderão levar adiante os shows previstos para a Finlândia, apesar de sanções dos Estados Unidos contra os proprietários russos do local em que se apresentarão, em Helsinque, disse nesta segunda-feira a promotora dos concertos.

Reuters

07 de abril de 2014 | 17h40

Na semana passada não estava claro se haveria os shows, já que a Hartwall Arena é propriedade de Gennady Timchenko e Boris e Arkady Rotenberg, cujos nomes constam em uma lista de proibição de vistos e congelamento de bens - sanções impostas pelos EUA após a Rússia anexar a península ucraniana da Crimeia.

A promotora dos shows disse que as autoridades norte-americanas indicaram no fim de semana que as sanções não impedem que os shows sejam realizados.

"As sanções não terão impacto sobre a Hartwall Arena nem no nosso negócio lá", declarou Nina Castren, presidente-executiva da Live Nation Finland, em entrevista à Reuters.

Os ingressos para o show de Timberlake em Helsinque, marcado para maio, já estão esgotados, enquanto Miley deve se apresentar em junho na arena, que é o maior espaço de eventos de entretenimento na Finlândia.

(Reportagem de Jussi Rosendahl)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICATIMBERLAKEMILEY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.