Showbiz ganha as páginas policiais

Música é caso de polícia. E não é de hoje. O trompetista Chet Baker perdeu as contas de quantas vezes amanheceu no xadrez. Marvin Gaye morreu assassinado pelo próprio pai, em 1984. Semana passada, o jornal britânico >The Sun publicou a fotografia do ficha policial de Mick Jagger, preso em 1968 por porte de drogas. No Brasil, a notícia mais chocante envolve o cantor de bolero Lindomar Castilho - condenado a 12 anos de prisão pelo assassinato de sua esposa, Eliana de Grammont, em 1981.Quem talvez tenha que se explicar nos tribunais, agora, é o pálido Michael Jackson. Na segunda, cerca 15 milhões de britânicos assistiram ao documentário Living With Michael Jackson, transmitido pela rede ITV - em que o milionário astro admite ao entrevistador Martin Bashir que tem o peculiar hábito de dormir com crianças. "Elas querem ser tocadas e eu me mataria se não pudesse ficar perto delas", disse ele no programa.Com a revelação, ganhou força a recorrente suspeita de que Jackson gosta mais do que simplesmente "tocar crianças". Em 1993, ele foi acusado de abusar sexualmente do garoto Jordan Chandler, de 13 anos, que o visitava com regularidade. A denúncia foi feita pelos pais do menor, mas a investigação foi interrompida por conta de um acordo entre as partes.A declaração engrossa a lista de notícias recentes que puseram músicos famosos nas páginas policiais. Nessa semana, foi encontrado um cadáver na casa do lendário Phil Spector - produtor dos Beatles - e ontem a cantora Courtney Love (viúva do suicida Kurt Cobain) foi presa por causar tumulto em um vôo transatlântico. Somam-se a esses casos, os assassinatos do rapper paulista Sabotage e do DJ Jam Master Jay, a acusação de pedofilia contra Pete Townshend (do The Who), a condenação do pagodeiro Belo, a prisão de Diana Ross e o processo movido contra James Brown.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2003 | 11h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.