Show para a rainha reúne um milhão

Apesar do tempo chuvoso, um milhão de pessoas se reuniram em torno do palácio de Buckingham nesta segunda-feira à noite para assistir, com a ajuda de telões, ao show em homenagem aos 50 anos de reinado de Elizabeth II da Inglaterra. Doze mil espectadores, que pagaram entradas, puderam ver o show nos jardins do palácio. Apresentaram-se vários astros da música pop, liderados por Paul McCartney e Eric Clapton.O show foi aberto por Brian May, guitarrista do grupo Queen, que apresentou uma versão para solo de guitarra do hino God Save the Queen. Seguiu-se o porto-riquenho Ricky Martin. Mais de três horas depois, McCartney encerrou o concerto com um pot-pourri de clássicos dos Beatles. Em algumas das canções que apresentou, McCartney se fez acompanhar de músicos de sua geração, como Clapton, Rod Stewart e Joe Cocker. As duas últimas músicas tiveram a participação de todos os artistas da noite.Quando a música terminou, a rainha, que havia acompanhado o concerto com fones de ouvido, conduziu toda a família real ao palco para agradecer aos artistas. O príncipe Charles discursou em homenagem à mãe. Por fim, houve um show de fogos de artifício.As atenções de fotógrafos e cinegrafistas se voltaram para Camilla Parker-Bowles, a namorada de Charles, que estava no camarote da família real, mas não se sentou ao lado do herdeiro do trono, e para os filhos dele com a princesa Diana, William e Harry, que se entusiasmaram com a apresentação de Ozzy Osbourne.Participaram do show ainda, entre muitos outros, o cantor Tom Jones, Brian Wilson (o líder dos Beach Boys), Phil Collins, Steve Winwood, Blue e The Corrs. Elton John, que está em turnê na América do Norte, participou por meio de uma gravação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.