Leco de Souza
Leco de Souza

Show marca amizade entre Rico Dalasam e Russo Passapusso

Rapper paulistano e cantor baiano dividem o palco do Casa Natura Musical para uma mistura de ritmos em parcerias e apresentações solo

Pedro Rocha, Especial Para o Estado

23 Agosto 2017 | 06h00

Um faz rap e vem da zona oeste de São Paulo. O outro vem de Feira de Santana, na Bahia, e mistura, com a banda Baiana System, sound system jamaicano e MPB. De diferentes, mas conectados, estilos, Rico Dalasam e Russo Passapusso se apresentam nesta quinta-feira, 24, na Casa Natura Musical, pelo projeto “Frequências”.

Rico e Russo já são grandes parceiros, mesmo com uma amizade recente, iniciada em São Paulo e  consolidada em Salvador. “Passei todos os dias do Carnaval com o Russo e o Baiana (System)”, relembra Rico. “É a minha mais recente amizade em São Paulo, mas já um grande amigo”, afirma Russo. 

A conexão na vida se reflete no palco. Nos últimos shows do Baiana System, o rapper se juntou para cantar Passarinho, música de outro amigo paulistano de Russo, o músico Curumin. Nesta quinta, o dueto vai se repetir, e os dois ainda prometem mais surpresas.

“Rico tem um conhecimento de todo o campo da música brasileira”, elogia Russo. “A rima, o rap, o canto falado estão relacionados ao cancioneiro popular.”

Surgido no rap, Rico se aventurou no pop com Todo Dia,  dueto com a drag queen Pabllo Vittar,  música símbolo do Carnaval de 2017. A canção, porém, foi removida há poucos dias de meios digitais, por uma disputa judicial movida pelo rapper, que tem  créditos de composição, mas que  cobra também a inclusão como artista participante da faixa, o que iria de encontro, segundo a equipe de Pabllo, com um acordo  prévio. O processo segue na justiça. 

E foi justamente Todo Dia que abriu o campo de atuação de Rico, que continua pop em seu mais recente single, Fogo em Mim, presente no novo EP, Balanga Raba. No seu show individual nesta quinta, o rapper irá apresentar, também, versões repaginadas de músicas já conhecidas, como Aceite-C. “A mensagem que  passo ainda tem a mesma ideia de fazer protesto e luta”, explica Rico, que é assumidamente gay e bastante ativista sobre  direitos LGBT, em relação a mudança de estilo, garantindo que não abandonará o rap. “Tem horas que volto na minha utopia e no desejo lírico de fazer trava língua.”

Já em seu show próprio, Passapusso traz  a bagagem em banda e o seu único álbum solo, Paraíso da Miragem (2014), além de prometer novas músicas, que podem estar em seu segundo disco. “Não separo muito as coisas, faço  citações ao Baiana e ao Paraíso”, afirma Russo, que se diz nervoso também pela expectativa de cantar no Rock In Rio em setembro.

RICO DALASAM E RUSSO PASSAPUSSO

Casa Natura Musical, R. Artur de Azevedo, 2120. Tel.: 4003-6860. 5ª, 21h30

Mais conteúdo sobre:
Rico Dalasam Russo Passapusso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.