Show lança disco de Cazes e Gonçalves

O CD Pixinguinha de Bolso foi lançado no final do ano passado pela gravadora Kuarup. É uma sofisticada releitura do gênio Pixinguinha feita por dois excelentes músicos, Henrique Cazes e Marcello Gonçalves. O primeiro, além de um dos maiores cavaquinhistas brasileiros, é um expressivo pesquisador, autor de um livro fundamental para os amantes da música brasileira Choro: Do Quintal ao Municipal. Hoje, eles se apresentam no teatro do Sesc Paulista, às 18h30. Henrique Cazes e Marcello Gonçalves conceberam o formato reduzido do trabalho ("de bolso") para poder levar o show para as escolas, os teatros e as casas de espetáculos do Brasil inteiro. Começaram no Rio de Janeiro, passam por aqui, e seguem Brasil afora. A história do disco tem início com Cazes, que para acompanhá-lo num mergulho profundo na obra de Pixinguinha convidou o jovem Marcello Gonçalves, violonista (7 cordas) do Trio Madeira Brasil. Juntos, fizeram um trabalho delicado. O intuito de Cazes e Gonçalves ao fazer o disco era trazer para o público composições do mestre Pixinguinha. Algumas delas, que o cavaquinhista só veio a conhecer por meio das pesquisas que fez para seu livro. Tapa Buraco e Os Dois se Gostam, por exemplo.A proposta do disco é renovar o antigo, ocupar a cadeira vazia do mestre, a que está na capa do disco, com novos sons. Buscar saídas originais, pois essa é a única maneira de ser fiel ao revolucionário flautista. O dueto de violão de 7 cordas e cavaquinho já é, em si, inusitado e arriscado, pois obriga os músicos a se desdobrarem para preencher a lacuna existente entre os registros habituais dos dois instrumentos (um, muito grave; outro, muito agudo). Eles conseguem, vale conferir.Serviço - Sesc Instrumental Brasil. Sesc Paulista (Av. Paulista, 119, tel.: 3179-3558); Hoje, às 18h30; Entrada franca.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2001 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.