Show do Pato Fu é lançado em disco

O Pato Fu considera-se uma banda dageração MTV. O grupo tem quase a mesma idade da emissoramusical e suas carreiras desenvolveram-se simultaneamente. Daíporque, segundo a vocalista do grupo, Fernanda Takai, há umprincípio sincrônico nessa história de lançar um álbum e um DVDcom a chancela da MTV. Pato Fu - MTV Ao Vivo (BMG) traz um show gravado noMuseu de Arte da Pampulha em 29 de abril. Fernanda vê outrosigno de aproximação com o museu, projetado por Oscar Niemeyer ecom espaço desenhado por Burle Marx. "Quando eu tinha 11, 12anos, eu morava ali na região, e costumava passar horasbrincando por ali", ela conta. "O Museu da Pampulha tem umgrande simbolismo não só para a cidade de Belo Horizonte, mastambém para a nossa história." Pato Fu - MTV Ao Vivo, o disco, traz 19 canções queremontam a linha evolutiva da banda. A coisa mudou um bocadodesde Rotomusic de Liquificapum, admite Fernanda. Há unssete anos, eles estrearam em São Paulo, tocando num clube na Ruados Pinheiros, e era difícil reconhecer sutilezas ali. "Aquilo era o máximo que a gente podia conseguir, temuma distância abissal daquele tempo para agora", contabiliza acantora. "Antes, a gente era um trio, tínhamos um iluminador enão tínhamos roadie; somos 15 pessoas agora", enumera. "Masuma coisa permanece igual - tudo tem a nossa mão, tanto osacertos quanto os erros." Pato Fu - MTV Ao Vivo, o DVD, mostra o show e dá depresente alguns "recuerdos" para os fãs da banda, como asprojeções que usaram na turnê do disco Ruído Rosa. Traztambém todas as cifras musicais para o sujeito tirar umasmusiquinhas no violão, multiângulos para acompanhar odesempenho de cada integrante da banda e sete trilhas queacompanham o espectador enquanto ele navega nas diferentesseções do DVD. Em 2001, o Pato Fu foi escolhido como uma das dez maisimportantes bandas não-americanas pela revista Time(emparelhados com gente como Sigur Rós, Portishead, Radiohead,U2, Orishas e Aterciopelados). "No início a gente não acreditou, pensou que era pegadinha", lembra Fernanda. "Foi bem legalpara uma banda que canta em português e, no mínimo, é uma listacoerente, porque essas são bandas de que eu gosto, de que agente gosta." Banda conhecida por suas baladas honestas, pela vozmiúda e bem-colocada de Fernanda e alguma semelhança com bandasinglesas dos anos 80, como The Cure, o Pato Fu trilha um caminhotranqüilo e íntegro no pop rock nacional. "Gosto das baladas, é um tipo de canção que você podelevar só na voz e violão, que tem poucos elementos, mas tem umamelodia matadora", diz. "Por mais que torçam o nariz, a gentenunca vai deixar de fazer baladas." A apresentação do grupo no Rock in Rio, no entanto, foicentrada basicamente no rock mais vigoroso e foi muito elogiada."A gente não tocou nada fora do repertório, apenas fez um showmais compacto", afirma Fernanda. "Essa coisa de tocar emfestivais exige uma opção, já que o público é uma maçaroca, vocêtoca para gente que quer te ver e para gente que não quer;naquela noite, todo mundo queria o Guns´n Roses", lembra. Pato Fu - MTV Ao Vivo não vai desonrar a banda, mastambém não é exercício de transgressões. No máximo, um serrotena canção de abertura, Eu, tocado por Hique Gomes, da trupeTangos & Tragédias. Traz, por exemplo, a canção Nada pra Mim, jágravada por Ana Carolina, com uma estranheza. Há um versodiferente - no lugar de "e agora tenho só essa canção",Fernanda canta "tenho um jogo de botão, tenho essa canção". A vocalista diz que, na verdade, a letra original é aque ela canta. "A Ana Carolina não se identificou com o jogo debotão e pediu outro verso ao John, que compôs a música",afirma. "Eu me sinto totalmente à vontade, o jogo de botão temmais a ver comigo." Serviço - Pato Fu - MTV Ao Vivo. Preços médios: CD (R$ 29). DVD (R$ 45).Lançamentos da BMG.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.