Show de Rita Lee reúne 50 mil

Cerca de 50 mil pessoas assistiram, na tarde do feriado, ao show da cantora Rita Lee no Parque doIbirapuera. Mesclando canções novas e antigas, Rita empolgou o público durante quase duas horas. Em três músicas, a cantora foi acompanhada por convidados, além da platéia."Ela está cada dia mais ´pulante´", disse o estudante Henrique Baroncelli, de 19 anos, que há mais de dez acompanha os shows da cantora ao lado do pai. A estudante Roberta de Souza, de 17 anos, trocou uma festa de família pela tarde do Ibirapuera. "Preferi vir aqui." Para a empresária Giselle Miranda, de 42 anos, Rita Lee não envelhece nunca. "Ela é um fenômeno. É uma pessoa de alma jovem", afirmou Giselle. Mesmo sem conseguir enxergar tudo o que acontecia no palco, a empresária elogiou o show ao ar livre. "É um incentivo para as pessoas que não têm como pagar por shows realizados em casas de espetáculos." O ponto alto da apresentação foi quando a cantora, acompanhada do VJ Thunderbird, cantou "Eu sou Terrível", música de Roberto Carlos.Além de conversar bastante com o público, Rita fez campanha ecológica e debochou da dupla Sandy & Júnior - ela imitou a coreografia usada pelos dois irmãos. "Eu sou a gata Sandy", repetia.Ex-vocalista dos Mutantes, a roqueira vestiu-se de cobra para cantar "Erva Venenosa". Depois, chamou Fernanda Takai, da banda Pato Fu, para cantar Amor em Pedaços, música que está no novo CD de Rita Lee, 3.001."Sempre fui muito fã dela", explicava a produtora Cristiane Cappellano, de 35 anos, que estava acompanhada do marido, Marco Cappellano, de 45. Os dois dividiam a tarefa de segurar a filha Vitória, de 3 anos, nos ombros, que também queria ver a cantora.A cantora também não deixou o público sem o bis. Na verdade, tocou mais três músicas - Mania de Você, Sampa e Só Falta Você.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.