Série sobre Chico Buarque terá mais três episódios

Três episódios não foram suficientes para um personagem cheio de histórias como Chico Buarque contar - e cantar - toda a sua carreira. A DirecTV e a produtora RWR, de Roberto de Oliveira, acreditam que mais três darão conta, embora o diretor reconheça que o ideal seria que a série completa tivesse dez capítulos. "Queríamos aprofundar a relação de Chico com Tom Jobim, por exemplo, já que tínhamos muito material que não entrou nos três primeiros episódios", diz o diretor Roberto de Oliveira. Os três primeiros episódios da série sobre Chico Buarque - Meu Caro Amigo, Flor da Pele e Vai Passar - foram exibidos pela DirecTV em fevereiro e março deste ano. Meu Caro Amigo falava sobre as parcerias de Chico; Flor da Pele abordava um tema recorrente em sua obra, as mulheres; Vai Passar revelou os problemas enfrentados por Chico durante a ditadura. O novo episódio, Anos Dourados, estréia em 1º de maio no canal 605 da DirecTV e conta detalhes de uma relação fascinante da música brasileira: a parceria de Chico e Tom Jobim, que geraram canções como Anos Dourados e Eu Te Amo. Estação Derradeira, segundo episódio da nova fase, sobe o morro e revela o coração verde e rosa de Chico e sua paixão pela Mangueira. O terceiro, Bastidores, terá como foco a obra de Chico no teatro, como Saltimbancos (1977) e Ópera do Malandro (1979). Assim como Flor da Pele, Bastidores será filmado na França. Oliveira diz que a série foi beneficiada pelo fato de Chico ter muito material disponível em vídeo. "Chico despontou na TV e seus principais momentos foram gravados em vídeo. Isso é bom, porque hoje ninguém pensa em som sem pensar também em imagem", diz o diretor. Inspirado pelos temas, Chico também compôs material inédito para esta seqüência do projeto. Mas quem perder a série não precisa ficar tão preocupado: apesar de não estar 100% definido, tudo indica que o programa sairá numa bela edição em DVD.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.