Reprodução
Reprodução

Sérgio Sá, compositor de sucessos de Roberto Carlos e Tim Maia, morre em Fortaleza

Filho confirmou a morte do músico, que tinha 64 anos

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2017 | 15h01

O cantor e compositor cearense Sérgio Sá morreu na madrugada desta terça-feira, 3, em Fortaleza, vítima de um infarto, aos 64 anos. A informação foi confirmada pelo filho, Thiago Pinheiro, em publicação no Facebook. 

"É com imensa tristeza que comunico o falecimento de meu pai Sérgio Sá durante esta madrugada", escreveu na publicação. "Sérgio, que estava na casa de uma prima em Fortaleza, foi vítima de um rápido processo de infarto por volta das 2h30, e não resistiu e nos deixou com a eterna saudade."

No comunicado, o filho fez elogios a Sérgio, como pessoa e profissional. "Meu pai sempre foi homem íntegro, sempre buscou grande excelência, produtor e compositor que deixou fortes marcas em nossa música e em minha vida", afirmou. "Agora, tornou-se a forte memória de alguém que nunca deixou de acreditar na força e sutileza do amor."

Com mais de 40 anos de carreira, Sérgio Sá ficou conhecido por ser o compositor de grandes músicas de sucesso, gravadas por inúmeros artistas. Foram, segundo ele próprio, muito mais de 300 composições ao longo da vida. Como é Possível, de Roberto Carlos, Olho do Furacão, de Simone, e O Vento das Canções, de Tim Maia, são alguns exemplos. 

O último lançamento do compositor foi o álbum Sérgio S/A, lançado no início do ano de forma independente, com parcerias com Elba Ramalho, Zeca Baleiro e Gilberto Gil. 

Em 2016, Sérgio Sá se lançou como candidato a vereador de São Paulo pelo PSDC, sem conseguir se eleger. 

Mais conteúdo sobre:
Sérgio Sá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.